Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Venha o Ano Novo!!

Agora que acabou a euforia do Natal, sempre com aquele espirito consumista espectacular que estamos habituados já à uma série de anos, segue-se a euforia da Passagem de Ano.

Nas redes sociais vêm-se competições entre várias casa de diversão nocturna, aonde, por uns módicos 75.00€ (no minímo) podes ter acesso total à dita casa, com direita a: entrada, apertões, apalpões, idas a casas de banho (que metem nojo a qualquer ser humano sóbrio) e não esquecer do mais importante um copo de espumante.... Ah peço perdões, direito a um copo de champanhe.

As tias e as pitas já andam loucas, num frenesim total, para ver se conseguem encontrar algum vestido nos saldos que lhes sirva depois de terem engordado três quilos no Natal. Chegam à festa e reparam que o Bernardo aquele beto bué bom se está a fazer a elas "passou a noite inteira a roçar-se nela" diz a Constança para a Maria Inês, com aquele ciuminho dissimulado e ciníco que todas têm. A Benedita  passou uma boa meia hora a tentar fazer-se dificil, mas lá cedeu à "tentação".  Conseguiu engatar o beto mais feio da festa, mas não interessa, engatou, e mostrou às "migas" como se faz. Acaba num táxi às 7h da manhã a caminho de Cascais, a rezar para que a mamã não acorde e não veja os collants todos rotos, o batôm esborratado, o vestido todo amarfalhado e com e fecho partido.

As resmengas já têm outra postura: vão ao chinês, compram o vestido mais pindérico, garrido e cheio de brilhantes que lá existe e esperam que aquela festa de Kizomba no bairro vá ser de arromba, "aposto que o damo da Sheila se vai fazer a mim, senão faço-me eu a ele para aquela porca ver o que é bom". Jolas para aqui, garrafas de whisky de 3 anos para ali, a Tatyana consegue curtir com o Tony e acaba por se pegar com a Sheila que os catou na marmelada, para grande regojizo da Sandra e da Cris. Acaba como as tias e as pitas: esborratada, deslambida, rota e quase despeda, não num táxi, mas na garagem do Quin Zé, sem se preocupar com se a mamã vai notar em alguma coisa porque aí a festa continuava, não com a Sheila, mas com a mãe porque não a deixa curtir a vida como todas as damas da idade dela.

Quanto à restante população portuguesa, fica à espera da meia-noite para ver quem ganha a "Quinta", se a Romana, o Gonçalo, a Marta Cruz ou a Kelly (admito que tive que pesquisar quem entrava no programa), comer as 12 passas, ir para a cama e esperar/desesperar para que o próximo ano lhes traga outra PDA igual ou semelhante, com programas de calibre igual ou superior....

 

Boas entradas

Feliz 2016

 

Kikas

O que é que achas?:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.