Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

A morte anunciada da Conchita

Depois de uma longa, extensa e entusiasmante noite de Óscares à qual eu não assisti e sobre a qual não me vou pronunciar de momento, venho por este meio anunciar, a quem ainda não sabe, que a Conchita Wurst, a mulher de barba que venceu o Festival da Eurovisão em 2014, vai falecer! Tenham lá calma não é a/o senhor/a que vai bater as botas é a personagem criada para o efeito, bastante criativa diga-se de passagem.

De acordo com o jornal alemão Die Welt a personagem Conchita Wurst vai deixar de existir e pegando nas palavras do criador da mesma ao supra citado jornal "Com a mulher de barba atingi tudo o que pretendia desde a vitória no Festival da Eurovisão. Já não preciso dela, tenho de a matar".

Thomas Neuwith só tenho uma ceninha para te dizer: as mulheres não são para usar e deitar fora, com ou sem barba, até porque não é nada que uma boa depilação a laser não resolvesse, mas tu é que sabes. Agora quero ver se consegues arranjar uma coisinha melhor e mais rentável, vou estar cá para ver isso!

Aqui deixo para a posterioridade a música que catapultou a mulher da barba para o sucesso:

(Vídeo retirado daqui)

Conchita com ou sem barba bates forte cá dentro!

P.S. Tenho uns talões de desconto de uma clínica de estética com 30% de desconto em depilações a laser, se precisares manda-me um e-mail querida.

Irina Shayk grávida??

Não, não é a noticía em si que me espanta, está no seu pleno direito de engravidar, como é para lá de óbvio, mas vocês viram as fotos da Irina no Desfile da Victoria’s Secret? (Ver imagem infra) Não se nota nada, nadinha, aliás para quem não sabia ela estava absolutamente normal e dentro dos parâmetros normais de peso, mas segundo consta a Irina já vai no segundo trimestre de gravidez. Quer-se dizer está grávida do Bradley Cooper e ainda por cima não engorda? Por favor! Não há paciência!!

Isto não é inveja atenção, é uma espécie de inveja saudável, ou como eu lhe costumo chamar uma inveja de gaja.

Parabéns Irina e Bradley, aposto que o vosso bebé vai ser lindo daqueles dignos de anúcios de papas e fraldas, esta última frase foi escrita pela inveja de gaja...

34.jpg

(Imagem retirada daqui)

Revolta do dia!

Ora vinha eu a caminho de casa feliz e contente no meu carrinho, sim mesmo feliz e contente porque tinha terminado mais um dia de trabalho, quando começo a cheirar borracha queimada, pensei cá para mim "É o meu carro porra... Não, não é o meu carro, estão tantos carros a passar porque é que havia de ser o meu? Lol" 30 segundos depois acendeu-me a luz do alternador.... Catano esta cena esteve na oficina em Dezembro, mudaram as correias todas, o distribuidor, as correntes, fez uma revisão geral, paguei 450.00€ e esta coisa agora acende e ainda me pára numa rotunda?

Dirigi-me de imediato à minha oficina! O meu mecânico disse que tinha uma correia partida ao que eu perguntei "Então mas não tinha mudado as correias todas?" E ele acenou que sim dizendo "O carro vai ter que ficar cá porque eu não consigo arranjar isto hoje" e eu respondi de volta "Não, não vai, senão como é que eu vou para o trabalho amanhã, a pé? Sim porque agora não tenho transportes públicos para lá"!

Muito contrariado lá me disse que ia resolver o problema e já me ligava.....

Liguei ao P. que me disse para ter calma porque as correias podem-se partir a qualquer momento e que se não ficasse pronto hoje me deixava no trabalho às 07h00m da manhã! Obviamente que isso não me acalmou nada, fiquei um bocado histérica até "Olha lá eu paguei 450.00€ à três meses atrás e agora uma coisa que ele arranjou está partida, como é que queres que fique calma??"

Agora já estou mais calma e à espera que aquele intrujão me ligue para ir buscar o carro....

Posso até não ter tido sorte com o carro mas tive muito mais azar com o mecânico que "arranjei"!

Dái-me paciência, por favor!! Depois não querem que eu me revolte, depois não querem....

Fear of missing out - Facebook style

6.jpg

 

Hoje em dia toda a gente que é gente tem Facebook e quem não tem é considerado um ser estranho, bizarro um pouco anti-social até, chega-se a especular o porquê de alguém não querer ser um membro desta rede social tão icónica em Portugal, com muitos mais adeptos do que o Instagram ou o Twitter (subvalorizado em Portugal, mas também pouco práctico para quem não ama seguir estrelas televisas ou radiofónicas).

Eu tenho Facebook admito, sou uma das adeptas, mas ao mesmo tempo faz-me espécie o objectivo de algumas pessoas ao utilizá-lo e questiono-me se o utilizam da maneira mais correcta ou se será que sou eu que sou muito picuínhas com a minha conta, se calhar eu é que não faço o uso correcto, porquanto, não posso de todo criticar o que vejo uma vez que quando vejo e não ajo, torno-me cúmplice de tal acto (muito dramático??).

Faz-me confusão a lavagem de roupa suja excessiva que observo em algum dos meus amigos/conhecidos, a publicação perigosa de fotos de crianças, a excessiva lamechice de alguns posts, as infindáveis fotos de festas glamourosas às quais se deslocaram com o objectivo de mostrarem que são mega sociais, o enviarem pedidos de amizade a pessoas que nunca conheceram na vida com o objectivo de terem uma lista de "amigos" infindável e muitooo maior do que a dos outros "amigos", cheguei a ver um Facebook de uma pré-adolescente de 13 anos com uma lista de amigos de cerca de 5.000 e tal amigos.... WTF!!! Eu tenho quase o dobro da idade desta gente pequena e acho que não conheci 5.000 e tal pessoas em toda a minha vida!!! PFF!!! Contudo tenho que dizer que já tive os meus highlights de posts dramáticos/românticos/lamechas/pseudo-sabedoria, já passaram mas não garanto que regressem.

Admito que não sou pessoa de enviar convites de amizade a "papo seco", envio de quando em vez quando conheço alguém e já enviei a vários ex-colegas de colégio e Faculdade, contudo já aceitei convites de pessoas que apenas conheço de vista e que falo cordialmente quando me cruzo com elas, já eliminei alguns "amigos", da mesma maneira que também já fui eliminada. Também já dei por mim a verificar quem me eliminou e com algum ressabiamento bloqueá-los para que não possam aceder mais à minha página (Ressabiada? Talvez). 

A minha questão é: Será que somos mais gente do que a gente que não tem Facebook?

Começo a acreditar que não..... Somos apenas viciados em algo que não tem qualquer quimíco mas que nos faz sentir umas Rainhas-mães da nossa colmeia virtual. Quem de nós não desejava abrir a nossa página qual vedeta de Hollywood e termos 20 pedidos de amizade, 50 mensagens e 100 notificações? Provalvelmente nem todos....

Quem de nós tem Facebook Mobile e não consegue passar mais do que quatro horas sem dar uma espreitadela ao que se passa para lá que atire a primeira pedra! Nós malta do Facebook temos que admitir que somos todos um bocado FOMO ("Fear of missing out", "a desire to stay continually connected with what others are doing"), diz a Wikpédia, e eu concordo, porque até posso não ser a pessoa mais viciada, apesar de admitir que sou um bocado, e não consigo passar mais de oito horas sem dar um sneak peek ao que se passa no mundo virtual, num mundo que cada vez mais se torna o nosso mundo real!

Deste modo concluo que quem não tem Facebook é, provavelmente, mais mentalmente são do o resto de nós!

E por mim falo.....

 

5.png

 Kikas

 

Sobre mim

foto do autor

Header by Mula
Ilustradora Mônica Crema

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D