Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

"Diálogos" estranhos num bar

Ontem à noite fui a um bar com uns amigos e era noite de música ao vivo, da mesma forma que o dito bar era pequeno a acústica do mesmo era enorme, chegou a uma altura em que não me conseguia ouvir a pensar (sim eu sei que vos está a passar pela mente que não se perdia nada), então decidimos ir embora rumo a um local mais calmo.

Antes de sairmos dirigi-me ao bar para comprar uma garrafa de água, aproximei-me do bartender e gritei "Uma garrafa de água sff" e ele pergunta "Um gin?" e eu "Não, água", "Vodka?" pergunta ele e eu "Não amigo, água, á-g-u-a", "Pura ou com laranja?" replicou o senhor do bar... Farta de não me conseguir fazer ouvir lembrei-me que tinha um bloco e uma caneta na mala, saquei dos mesmos e armada em Oscar Niemeyer desenhei uma garrafa ao que ele perguntou, "Mini ou média?".... Decidi que era melhor escrever (ao mesmo tempo fiquei feliz por ter conseguido desenhar algo semelhante a uma garrafa, já que o desenho não é o meu forte) e escrevi em letras garrafais, salvo o trocadilho, ao que ele perguntou, já para meu desespero "Com ou sem gás?" eu decidi acabar com aquilo de imediato antes que houvessem novas questões do senhor bartender "SEM GÁS, NATURAL!!". E assim consegui o que já estava a pedir à cerca de cinco minutos, quando paguei o senhor virou-se para mim e com um ar de Tom Cruise da Damaia no filme Cocktail disse "Eu percebi logo à primeira, só estava a testar o seu nível de paciência" e piscou-me o olho.
Como não sou de me ficar escrevi no meu "bloquinho": "Teve sorte que o meu nível de paciência hoje até está bastante elevado, para a próxima levo o gin e é você que paga" e pisquei-lhe o olho com cara de gozo!
Quase que ia desidratando com aquela conversa toda mas a realidade é que até teve uma certa piada, fui apanhada na curva, basicamente!

 

O que se falou por aqui

O que é que achas?