Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Parece que o frio chegou

Bom caros amigos o frio chegou e está-me a querer parecer que chegou para ficar! Estamos naquela altura do ano em que eu chamo "Não chove nem faz orvalho, está um frio do... catano..."

Convenhamos que já estava na altura dele, ao fim e ao cabo já estamos em Novembro, não que o aprecie particularmente mas sei que é inevitável, assemelha-se áquela altura do mês: não queremos mas tem mesmo que ser.... O meio do mês começa sempre a complicar-nos as contas... (Pensavam que eu me referia a outra altura do mês? Provavelmente.... )

Eu como friorenta assumida me confesso que já me comecei a precaver, já comprei uns artigos de vestuário mas apropriados para o frio que está e para aquele que ainda está para vir, e já só me falta um bocadinho assim para começar a vestir o pijama polar e calçar as pantufas de pêlo, um bocadinho de nada mesmo.

Mais dia menos dia vou estar assim:

giphy.gif

(Gif retirado daqui)

Não, não vou estar uma cabra (o animal), vou estar é de pijama polar como esta fofinha aqui do Gif

Diário semanal da Daisy - Cap.3

Continuação do capítulo anterior, continuação da cirurgia dentária:


No fim de semana que se seguiu à cirurgia estive forçada a um regime de líquidos. No sábado tudo corria bem, não tinha dores mas a minha cabeça só pensava que as dores ainda podiam surgir portanto limitei-me aos líquidos, gelatina e sorvete de fruta.
No domingo acordei normalmente, sem dores, inchaço ou qualquer outro mal estar, estava tudo normal, normal demais até, não doía, não inchou, nada, zero, rien de rien.
Pensei logo: ok se não dói posso pelo menos comer comida relativamente sólida, comi uma sopa, metade de uma carcaça com manteiga e a dor não apareceu, foi a minha desgraça, atirei-me no dia a seguir às comidas, comidas, daquelas sólidas e com sabor, aquele sabor que nos faz sentir tão bem por um lado e tão mal por outros, mas consegui satisfazer a gula de dia e meio de jejum.
Mas calma. isto não é tão bonito como mostram na tv, o implante não a comida, a comida é maravilhosa, mais na vida real do que na tv propriamente dita, nos programas de tv  entram e saem do consultório num abrir e piscar de olhos com os dentes lindos e maravilhosos eu ainda tenho de esperar uma semana para tirar os pontos e quatro meses para por o dente... E esta situação podia-me tirar a fome? Sim podia mas NÃO TIRA!

Até para a semana, boas dietas.

Daisy

No Facebook todo o cuidado é pouco!

Desde ontem (ou antes de ontem) que circula no Facebook a seguinte publicação:

FB_IMG_1476867650203.jpg

Atenção! Dia 28/10/2016 é sexta-feira, para os mais distraídos, e porque eu sou muito vossa amiguinha, aconselho-vos a não acertar o relógio nesse dia/noite, façam-no de dia 29 para 30, esse sim é o dia correcto para acertar os ponteiros. Não retirem da Internet publicações de 2013 porque podem porventura, quiçá, talvez, enganar inadvertidamente os mais aluados, eu incluída! No Facebook todo o cuidado é pouco, e quem vos avisa vossa amiga é... Kikas, a prestar serviço comunitário no Sapo Blogs desde Dezembro de 2015, com muito orgulho!!

Diário semanal da Daisy - Cap.2

Ah agora é que reparei, a Kikas alterou o nome da rubrica. Melhor assim, tem mais a ver comigo porque nem tudo na minha vida tem a ver com dietas, tem quase tudo, mas não tudo.

Hoje vou relatar-vos um episódio que me aconteceu recentemente, é um pouco traumático relembrá-lo mas tem que ser.

 

Então é assim há uns meses parti um dente, um daqueles que ficam na parte lateral mas que não nos podemos rir condignamente sem que se note. Primeiro pensamento: estou feita! Agora sou gorda, desdentada e quase careca, sim porque eu vejo mais cabelo espalhado por todo o chão da minha casa do que na cabeça. Voltando à minha perda: fui ao dentista, sem direito sequer a fazer um luto condigno ao falecido, contudo ainda coloquei o dente por baixo da almofada esperando que durante noite lá fosse a fada dos dentes e ao invés de me deixar uma notinha me retirasse 15kg, não custa pedir. Fui à minha dentista onde lhe contei o que me sucedeu e o que fiz ao que bruta e bruscamente a Sra. Dra. me disse que não existe a fada dos dentes, fiquei desolada da vida, pelos vistos no Brasil não existe tal fada, apenas esqueléticas com implantes a sambar no Carnaval. Passando este segundo choque a Sra. Dra. lá me disse que teria que colocar um implante o que implicava uma cirurgia para colocar um parafuso, e que após quatro meses teria novo dente, isso deu-me um novo alento e não só pelo dente em si, pensei de imediato que iria juntar o útil ao agradável: ficava três dias sem comer devido à cirurgia, só a líquidos, o que na minha mente era o equivalente a perder 3Kg, até me senti iluminada naquele momento só de pensar nos 3Kg que iria perder.

Mas eu não consigo celebrar seja o que for sem comida e pensei logo em despedir-me de algumas das coisas que mais gosto, ok pensei em todas mas também sabia que não tinha tempo para tal, convidei uma amiga para uma bela jantarada com direito a entradas, pão caseiro, queijo alentejano, presunto, lasanha e a bela da salada. Para sobremesa éclairs, bavaroise de ananás (para cortar a gordura) e preparei-me mentalmente para uma semana de jejum.
Ah é verdade, uma semana não tem só três dias, upsy ups.

Para a semana a continuação da saga do dente, boas dietas!
 

Daisy

Ah ganda Bob!

Foi anunciado ontem, para grande surpresa dos escritores em geral e do mundo em particular, que o vencedor do Prémio Nobel da Literatura de 2016 é nem mais nem menos do que Bob Dylan, o primeiro músico a ser dintiguido nesta categoria, ou em qualquer outra ligada aos Prémios Nobel, que se saiba não existem registos de um músico ter recebido algum Prémio Nobel da Medicina, por exemplo.

De acordo com a Academia Sueca o música foi distinguido "Por ter criado novas formas de expressão poética no quadro da grande tradição da música americana". Tenho que concordar, o Bob Dylan é de facto um grande poeta da música, escreveu uma vasta gama lista de músicas com uma qualidade e profundidade inegáveis, daquelas que nos fazem pensar sobre o que somos, o que queremos ser, fazer, sonhar, enfim um sem número de sentimentos.

Outra coisa que o Bob Dylan tem, e que me agrada tanto ou mais dos que as músicas. é o filho Jakob Dylan que podem ver Aqui , não possui o mesmo talento musical que o pai, apesar de também ser músico, mas é detentor de outras qualidades bastante apreciadas pelos membros do género feminino.

Parabéns Bob Dylan, és grande pá!

P.S. - Se formos pela ordem de ideias da Academia Sueca, o Quim Barreiros que compre já um bilhete para Estocolmo, é só o que vos digo!

P.S.S. - Este é o 56º post sobre o Prémio Nobel da Literatura de 2016 até à data e hora.

Das coisas que eu tenho medo na estrada

Existem algumas situações na estrada, enquanto condutora que me assustam, metem-me medo, arrepiam-me inclusive. Conduzir nos dias de hoje não é para todos, é apenas para os fortes, apenas os mais fortes conseguem superar os obstáculos diários com que nos deparamos ou os que se páram à nossa frente, os que conduzem a 30Km hora numa via rápida, a a 100Km dentro de uma localidade... Bom mas adiante!

A primeira coisa que me assusta na estrada sou eu própria, já são sobejamente conhecidas as minhas poucas aptidões enquanto condutora, porquanto até eu tenho medo de mim. A segunda é passar ou cruzar-me com alguém com as mesmas aptidões automobilísticas que eu possuo. A terceira que me assusta são os taxistas, taxistas em geral, aquele senhor taxista que proferiu aquela frase nojenta soberba sobre as leis, e sobretudo taxistas quando se cruzam com um carro da Uber. A quarta e última que me mete medo ao ponto de ficar com pele de galinha só de pensar nisso são as motas, as motas minha gente, um veículo motorizado como outro qualquer com a particularidade que pode surgir do nada tal qual um Dom Sebastião surgido do nevoeiro, medo!

Eu sei que existe algo que se chama "O significado dos sonhos", algo que acredito tanto como em unicórnios e fadas mágicas, mas será que existe alguma coisa que se chame "O significado dos pensamentos"? É porque já há uns tempos que ando a pensar que qualquer dia me esbardalho contra uma mota, ou uma mota contra mim, e gostava de saber o que é que isso significa, se souberem digam-me, ok?

Diário semanal de uma dieta - Cap.1

Olá eu sou a R. mas prefiro que me chamem Daisy - já que o meu nome de baptismo não é R. pelo menos que aqui seja um nome que goste e que por acaso também é o nome da namorada do Donald Duck, não do Donald Trump, do Duck mesmo - eu e a Kikas já somos amigas há muito tempo, já passámos por muita coisa juntas, ela já assistiu a muitas dietas minhas. eu nunca assisti a nenhuma dela a porca, mas sobretudo temos uma amizade inabalável, amizade essa que nem o tempo nem o peso separa.
A convite da Kikas vou estar por aqui semanalmente para vos relatar a minha luta diária contra o peso, contra a comida, contra as dietas, contra as balanças e também contra aqueles espelhos que nos aumentam mais do que somos e muito mais do que queremos, ah e contra as portas envidraçadas já agora.
Dieta dia 1:
Fui almoçar com a minha colega ao restaurante aqui ao lado, havia de tudo, tudo o que a minha mente e o meu corpo pediam, havia até coisas demais e se para as outras pessoas tudo o que é demais enjoa, para mim nem por isso. Mas consegui derrubar todos os meus obstáculos físicos, mentais, psicológicos e subconscientes e pedi uma dourada grelhada com uma salada, nhami que regalo. Logo após o terminus do almoço decidi pedir um café mas espera lá, alto, pára tudo, não se mexam! Cheira-me a bolo, cheira mesmo a bolo, mas eu não vou comer porque eu sou bastante forte quando quero, mas eis senão quando o pau de virar tripas da minha colega pediu de imediato uma fatia do bolo que tão bem me cheirou, e que ainda lhe consigo sentir o cheiro, com dois garfos. At first i was affraid i was petrified, ah desculpem desconcentrei-me e entusiasmei-me, continuando, eu fui rija, tínhamos uma fatia de bolo para dividir para as duas mas eu só comi uma garfada, grande, mas só uma. Orgulho! Se as minhas mãos conseguissem chegar às minhas costas até me dava umas palmadinhas para me congratular, a parte boa disto tudo é que consegui sobreviver a este almoço.

Até para a semana e boas dietas.

Daisy

Amanhã vai estrear nova rubrica num blog perto de si!

Amanhã dia 12 de Outubro, quarta-feira (um dia que ninguém desconfia) vai estrear uma nova rubrica aqui no meu blog.

Convidei a minha grande amiga, a minha melhor amiga, a R., para deixar aqui o seu testemunho sobre um tema com o qual muitas de nós nos identificamos: dietas!

Será uma espécie de "diário semanal" sobre dietas, comida, balança, perda de peso e afins. Tal como a maioria dos posts que eu publico aqui no blog, este assunto será abordado de forma leve e humorística, vão com certeza gostar de ler o que a R. irá relatar semanalmente, e se quiserem podem deixar também o vosso testemunho.

Fiquem atentas, é já amanhã!

8.jpg