Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

O meu rato tem sentimentos

Este fim de semana foi fim de semana de trabalhar em casa (Yupiiiii, só que não!) e tive que colocar o portátil do trabalho no spot do meu portátil pessoal. Desliguei fichas, cabos o rato, o diabo a sete e atirei, salvo seja, o meu portátil para a prateleira de baixo da mesa.

Ontem quando terminei o trabalho, salvo seja também porque ficou muita coisa por fazer, voltei a colocar o meu portátil pessoal na mesa. Liguei fichas, cabos o rato e toca de ligar o dito cujo, até aqui tudo bem! Após a ligação do meu PC reparei que o rato não funcionava, não mexia, no primeiro minuto achei que estava tudo bem porque o Sr. meu rato é de vaipes e nem sempre colabora com a causa mas passados cinco minutos não se mexia, não tugia nem mugia. Desliguei o cabo, liguei o cabo, desliguei o cabo, liguei o cabo, desliguei o cabo, liguei o cabo, bom já perceberam que não funcionou mesmo, o meu rato faleceu, pensei eu cá para comigo. Como não me ajeito muito a mexer no PC através de teclas e daquela ceninha do meio que não me lembro como se chama, decidi ligar o rato à entrada USB do lado esquerdo e o filho da mãe funcionou!

O que eu acho que sucedeu é que o mesmo se sentiu negligenciado este fim de semana, achou que já não gostava dele ou quiçá talvez, o tivesse trocado por aquela ceninha do meio que não me lembro como se chama. O meu rato tem sentimentos... Tem feelings... Parece mentira mas é verdade, o meu rato é como eu, um sentimentalão! O meu rato tem mais sentimentos que dez gajas com TPM juntas!