Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

O meu carro parece uma gaja!

O meu carro parece uma gaja....histérica...

A minha viatura assemelha-se em muito a uma senhora em estado de histerismo, como e porquê perguntam vocês (ou não)!

Bom para começar a buzina, se é isso que posso chamar à ceninha que apita, emite um som estridente que mais parece uma buzina das já velhotas Famel Zundapp, é esganiçado, é irritante, a bem da verdade até tenho um pouco de vergonha de apitar e só o faço em último caso, como na semana passada quando eu circulava firme e segura pela faixa da direita e uma senhora decidiu mudar de faixa subitamente sem sequer olhar para qualquer espelho, ia-me albarroando sem dó nem piedade, aí, histericamente, eu e a minha viatura tivemos que meter a vergonha de lado e mandar-lhe com uma meia dúzia de buzinadelas, antes armarmo-nos em histéricas do que apanhar com um carro em cima! A senhora nem sequer pediu desculpa, mas na estrada como na vida, não estou à espera de grande civismo!

Outra das características do histerismo da minha viatura é o alarme! Podem tocar todos os alarmes de todas as viaturas estacionadas na minha rua que eu nem sequer me mexo, quando toca o alarme da minha reconheço logo o gritinho histérico, parece que está a gritar "Sou eu Kikas, sou eu, ajuda-me". Neste caso até é bom porque não tenho que ir à janela cada vez que toca um alarme, mas ao mesmo tempo é constrangedor o mesmo parecer uma gaja histérica aos gritos com um gajo, neste caso com uma gaja....eu...