Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Music Challenge

Fui desafiada pela liz collingwood para este desafio e tal como a Liz eu adoro música, não consigo viver sem música, a música faz e sempre fez parte integrante da minha vida, logo obviamente que não podia recusar.

Então bora lá!!

A minha musica preferida – Black. Pearl Jam.

 

A musica que mais odeio – Hello, Adele. Matem-me vá!

Uma musica que eu gostava e agora odeio – Música comercial em geral, daquelas que passam nas rádios-

A musica que me faz rir/me deixa feliz – Starlight, Muse

Uma musica que me faz chorar/me deixa triste – Iris dos Goo Goo Dolls, mais por causa do filme....

A musica que me motiva – Uprising, Muse, dá-me força para tudo!

A musica que me lembra alguém - 1979, Smashing Pumpkins.

A musica que me lembra um momento especial – Hyim for the Weekend, Coldplay.

 A musica que eu gostaria ter escrito – The man who sold the world, David Bowie mas mais conhecida pela interpretação dos Nirvana no MTV Unplugged

A musica que me lembra a minha infancia – Tal como a Liz: Hakuna Matata!

A musica que eu gosto da letra – Plush, Stone Temple Pilots.

A musica que eu sei a letra inteira – Interstate Love Song, Stone Temple Pilots.

A musica com qual eu gosto de acordar – Tenho mau acordar, não consigo ouvir nada nem uma voz sequer!

Uma musica que me ajudar a dormir – Let her Go, Passenger.

A musica que me lembra a minha adolescencia – Like a Stone, Audioslave.

A musica que me lembra a minha melhor amiga – She Will be Loved, Maroon 5.

A musica que eu adoro cantar – Demons, Imagine Dragons.

A musica que marcou um momento da minha vida – Oceans, Pearl Jam.

 A musica que me faz dançar – Give it Away, Red Hot Chili Peppers.

A musica que eu dançaria agora – Adventure of a Life Time, Coldplay.

Uma musica que eu gosto em segredo – Love Yourself, Justin Bieber (Shame on me)

Uma musica com quem me identifico – Just Breathe, Pearl Jam.

Uma musica do meu CD preferido – Betterman, Pearl Jam in Vitalogy.

Uma musica que eu consigo tocar nalgum instrumento – Nenhuma!

Uma musica que eu cantava em publico – Não faço isso a ninguém, ninguém merece....

Uma musica que eu gosto de ouvir enquanto conduzo – Plush, Stone Temple Pilots.

Uma musica que ninguém esperava que eu gostasse – Love Yourself, Justin Bieber....

A musica que poderia tocar no meu casamento – Betterman, Pearl Jam.

A musica que poderia tocar no meu funeral – Sirens, Pearl Jam.

Espero que a ninguém tenha notado a minha pancada pelos Pearl Jam, eu sei que é quase indetectável!

Para este desafio convido as minha queridas e fofinhas:

Sofia

LadyVih

Ana Rita

Filipa Iria

Múltiplas Personalidades

"O transtorno dissociativo de identidade, originalmente denominado transtorno de múltiplas personalidades, conhecido popularmente como dupla personalidade, é uma condição mental em que um único indivíduo demonstra características de duas ou mais personalidades ou identidades distintas, cada uma com sua maneira de perceber e interagir com o meio. O pressuposto é que ao menos duas personalidades podem rotineiramente tomar o controle do comportamento do indivíduo." in Wikipédia A enciclopédia livre

É verdade que existem casos onde uma criança por falta de companhia para brincar ou conviver "cria" um amigo imaginário, uma amigo chegado com quem pode brincar, falar e contar tudo o que se passa na sua vida. 

Também existem casos destes em adultos e pelos mesmos motivos, arranjam com quem "falar", "trocar ideias" e esse "alguém" é sempre quem está do seu lado, concorda com tudo o que diz, elogia-o/a e afaga-lhes o ego!

Abordo este assunto com alguma sabedoria visto conheço uma pessoa adulta que exibe tais comportamentos. Essa pessoa conseguiu criar cerca de três ou quatro perfis no Facebook com o intuito de que esses "amigos" comentassem, elogiassem e concordassem com tudo o que publica na dita rede social, bem como para ter mais alguns likes nas fotos, para tal bastava ter ligados os três browsers que possui no computador: o Internet Explorer, o Google Chrome e o Mozilla Firefox, intercalando publicações com comentários, fazendo passar a ideia que possui vários amigos e que todos gostam e concordam com as suas ideias, publicações e fotos. Que eu saiba nunca nenhum desses "amigos" discordou ou teceu qualquer comentário depreciativo sobre nenhuma publicação ou foto. Esses perfis são também sustentados com várias fotos retiradas da internet e onde se teve o cuidado de criar uma história e uma pessoa por detrás de cada um deles, obviamente cada um melhor do que outro, porque não é qualquer um que pode comentar as publicações ou fotos dessa pessoa, tem que ser alguém bem posicionado na vida para criar um toque de glamour ao dito perfil de Facebook e ao seu ego.

Pensando bem sobre o transtorno em si acaba por ser triste, ainda não se conseguiu encontrar diagnóstico para estes casos, havendo inclusive várias posições de especialistas que o associam maioritariamente à falta de convívio social, mas sem qualquer certeza das causas. No caso desta pessoa que conheço tenho que lhe gabar a sagacidade e paciência tudo em prol do seu ego, tomara eu ter tempo para gerir o meu Facebook, quanto mais três ou quatro!

 

Esta é uma história real, qualquer semelhança com outra história real que conheçam é pura coincidência.