Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

E tudo o Facebook levou.....

A minha família não é daquelas famílias enormes com 40 tios e 75 primos, é uma família pequena, tanto o meu pai como a minha mãe têm poucos irmãos (o meu pai dois e a minha mãe outros dois), as nossas reuniões familiares parecem um congresso do CDS-PP pós Paulo Portas, paradas, paradinhas, a roçar o tédio, o quase-que-passo-pelas-brasas quando estamos reunidos. Mas contudo originalidade não falta à mesma! Ora se a mesma é pequena, de tempos em tempos diminui, e com a diminuição da família vem a diminuição dos meus amigos no Facebook.....Sucede que em menos de seis meses perdi duas "primas", a primeira porque se está a divorciar de um primo meu, essa eliminou-me e à falta de pouco ainda me bloqueou, a seguinte "prima" que perdi foi hoje, pelo mesmo motivo.

Eu decidi ser mais radical do que essas duas ex-primas e cortar o problema pela raíz: eliminei já tudo o que é cônjuge, namorada/o, junto/a ou amantizado/a com algum familiar meu! Assim poupo-lhes o trabalho de irem ao Facebook pesquisarem o meu nome para me eliminar! 

Ah a família, a família..... Há alguma coisa melhor? 

#etudoofacebooklevou

Alinhem comigo vá!

Sendo nós um povo que tem e utiliza imensos provérbios populares, e também devido ao facto de já ter reparado, tal como muitos de vós com certeza, que aqui na Blogosfera estamos espalhados por todos os cantos do nosso Portugal, no Norte, no Sul, no Centro, no Litoral, no Interior e por aí adiante decidi criar uma espécie de desafio:

Quem quiser, e espero que alguns de vocês queiram, deixa aqui um provérbio popular utilizado na zona onde vive, seja cidade, vila, aldeia ou terreola, basicamente partilhar um pouco da sabedoria popular portuguesa!

Eu vou começar por deixar aqui quatro que utilizo com alguma regularidade, espero pelos vossos:

- A cavalo dado não se olha o dente!

- Águas passadas não movem moinhos!

- A mulher e a sardinha, querem-se da mais pequenina!

- A galinha do vizinha é sempre melhor que a minha!