Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Oh Zara Kids já te vi melhor, só para que saibas!

Quando se é uma pessoa de tamanho pequeno, fazer compras numa secção de crianças faz parte da nossa existência, contudo estive a ver a nova colecção da Zara Kids com mais atenção e tenho a dizer que este ano deixam um bocado a desejar!!

 

Peças de roupa cheia de florzinhas e coisinhas fofinhas demais para o meu gosto. Tudo o que é muito "inho" para uma adulta com um tamanho de criança (1.52cm) não é lá muito bom, não se esqueçam que não posso comprar casacos em secções de adultos porque parece que tenho uns enxumaços dignos dos anos 80 ou 90 (sei lá), os vestidos a mesma coisa, ou compro nas outras secções e gasto tanto em alterações como no próprio vestido, isso não é muito apropriado para o meu mini tamanho, não acham? E os calções cheios de ronhonhices que acabei de ver? Pff! Até parece uma secção de crianças 

Quanto aos sapatos vou deixar para outro dia porque é um tópico digno de um post inteiro!

 

Oh Zara Kids já te vi melhor, só para que saibas.....

 

Contudo consegui fazer um outfit com algumas peças que gostei, não considero muito infantis e têm um preço acessível, aqui vai ele:

 

29.jpg30.jpg

 

 

31.jpg32.jpg

 

 Kikas

Uma paixão chamada livros 23/40

Considerando que o primeiro livro da tua estante é a letra A, o segundo a letra B e por ai adiante, tira o livro correspondente à primeira letra do teu nome. Depois abre na página correspondente à soma do mês e dia em que nasceste. Qual é o quarto parágrafo?

 

todos_os_nomes.jpg

 Todos os Nomes de José Saramago

 

Tendo em conta que não me encontro em casa, e que até emprestei o livro, vou deixar aqui uma passagem do mesmo que não corresponde totalmente ao desafio de hoje, tendo em conta que a citação foi retirada da internet. Por tal peço desculpa à Magda L Pais.

 

"Quando acabei de falar, ela perguntou-me, E agora, que pensa fazer, Nada, disse eu, Vai voltar àquelas suas coleções de pessoas famosas, Não sei, talvez, em alguma coisa haverei de ocupar o meu tempo, calei-me um pouco a pensar e respondi, Não, não creio, Porquê, Reparando bem, a vida delas é sempre igual, nunca varia, aparecem, falam, mostram-se, sorriem para os fotógrafos, estão constantemente a chegar ou a partir(...)".

 

Kikas

Oops i did it again.....

Eu não sou daquelas pessoas muito propensas para cair ou utilizando um termo mais técnico, para tralhar, mas quando o faço é sempre em grande estilo e dando, voluntária ou involuntariamente (mais involuntariamente), um espectáculo digno de ser visto, para os outros...

 

Das últimas vezes que me recordo de ter caído uma delas foi à chegada da estação de Entrecampos, numa tarde de Inverno, já completamente escura, no sítio mais iluminado possível e com uma fila de carros parados, caí de frente ficando completamente estiraçada de barriga para baixo no chão com todos os ocupantes dos veículos circundantes a olhar e a rir! A outra que me recordo foi de ter entrado num Shopping de joelhos, tropecei no tapete da entrada e fiz uma entrada triunfal!

 

Ora ontem não podia ser excepcão! Na minha pausa da tarde fui à porta do edificío aonde trabalho fumar um cigarro e eis senão quando se aproxima um senhor de alguma idade perto de mim e me diz "Oh menina você sabe que fumar mata?", eu respondi que sim, que sabia, e o senhor lá prosseguiu com o seu discurso anti-tabagista e ao mesmo tempo que prosseguia com o discurso prosseguia na minha direcção.


Eu admito que não amo muita proximidade ou contacto fisíco com pessoas desconhecidas, independentemente da idade (crianças não incluídas) e fui-me afastando dando sempre um passo atrás, e o senhor era só blá, blá, blá em direcção a mim, e eu sempre a dar passos para trás, para trás, para trás, até que....
Encalho com o salto numa parte da calçada onde já não existem três ou quatro pedras e dou um valente bate c*.....

Como no meu edificío está localizada uma embaixada existe sempre um PSP de plantão, o dito cujo dirige-se a mim pega-me no braço para me ajudar a levantar, pisca-me o olho, com um ar sedutor de Leonardo di Caprio de Moimenta da Beira, diz-me: "Estás a ver como fumar pode matar".

 

... toda a gente que estava a assistir ao espectáculo se riu, obviamente que eu também!

 

Será que eu não posso cair como as pessoas normais?

 

Oops i did it again! Outro show digno de som, luz e cor!

 

keep-calm-and-oops-i-did-it-again-5.png

 Kikas

Somos adultas e gostamos de coisas de miúdas e depois?

Ana Rita gêmea! 

Tal como te prometi ontem aqui te mostro a minha mais recente e foférrima aquisião para o meu mundo da escrita.

E já fiz uso dele hoje no comboio para registar o início de um possível romance que me parece que se vai tornar escaldante por essa linha de Sintra fora.... Quando houver mais desenvolvimentos publico o romance  ou da tragédia , tendo em conta que não sei como aquilo se irá desenvolver e terminar, mas estou em ânsias!

 

O conjunto do bloco e da caneta são tão pindéricos e giros não são?

 

Somos adultas e gostamos de coisas de miúdas e depois?

Era muito pior se gostássemos do Justin Bieber!

 

Qualquer problema venham falar connosco que nós tratamos da coisa, certo Ana Rita? (Tu não me deixes sozinha nestas cenas que eu não tenho muito jeito para andar à porrada).

 

P.S.- Neste momento quando leio no bloco que "O mundo é melhor contigo", para mim significa que o mundo é melhor comigo!

 

28.jpg

 Kikas

Uma paixão chamada livros 22/40

Melhor citação (descrição)

 

na-margem-do-rio-piedra-eu-sentei-e-chorei-paulo-c

 

Na Margem do Rio Piedra eu Sentei e Chorei de Paulo Coelho

 

"– Certas pessoas vivem brigadas com alguém, brigadas consigo mesmas, 

brigadas com a vida. Então, elas começam a criar uma espécie de peça
de teatro na cabeça delas, e escrevem o roteiro de acordo com suas frustrações.
– Eu conheço muita gente assim. Sei do que está falando.
– O pior, porém, é que elas não podem representar esta peça de teatro
sozinhas – continua. – Então começam a convocar outros atores.
...
“A agressividade deste senhor era visível, foi fácil evitar que contracenássemos.
Outras pessoas, entretanto, nos ‘convocam’ quando começam a se comportar como vítimas, reclamando das injustiças da vida, pedindo para que a gente concorde, dê conselhos, participe.”
...
– Cuidado – disse. – Quando se entra neste jogo, sempre se sai perdendo.

E admiro a luta que está travando contra seu coração."

 

Pura e simplesmente adorei!!

 

Kikas

Eu blogo, tu blogas, ele/ela bloga, nós blogamos!

Cada qual bloga como quer....

 

Como já disse por diversas vezes, ando nestas andanças à pouco tempo (por falar nisso o meu blog fez 2 meses no sábado e não comemorei! Shame on me!), mas considero-me, e sou, uma pessoa bastante observadora.

 

Ora desde que por aqui navego acho que já vi um pouco de tudo, gente simpática, gente não tão simpática, gente acessível, outras não tão tanto, bom cada um é como cada qual e eu não sou ninguém para julgar ninguém, contudo tenho a minha opinião e acho que é um dos objectivos dos blogs, partilhar pensamentos, ideias, criticas e opiniões!

 

Honestamente há determinado tipo de bloguers que não aprecio lá muito e passo a explicar:

 

- Os caça-subscritores: Aconteceu-me inicialmente ter alguns comentários de outros/as bloguers que comentavam, eu subscrevia-os e eles não me subscreviam, eu achava que poderia ser normal, mas contudo não sou parva de todo e reparei que esses bloguers faziam o mesmo a outros "novatos", para além de que aquela parte em que aparece "Os blogs que subscrevo" estava sempre privada. Eu não estou aqui para ser subscrita como já expliquei, mas não me parece uma atitude muito correcta por parte dessas pessoas, logos "des-subscrevi-os", de ressalvar que eu subsrevo bloguers que não me subscrevem porque gosto do conteúdo dos mesmos.

 

- Os Haters: No sábado passado uma das minhas bloguers friend a Mula publicou um post aonde dizia que tinha conquistado a primeira hater, e eu respondi-lhe que até à data ainda não tinha tido nenhum ou nenhuma, mas depois recordei-me que o primeiro comentário que tive no meu blog foi de um hater, num post aonde eu escrevi entre parêntesis que não conseguia escrever segundo as normas do novo acordo ortográfico, e o/a senhor/a bastante corajoso, escondido por trás de um blog privado, escreveu qualquer coisa como: "Escreve sob o novo acordo acordo ortográfico porque quer, nenhum policia do das palavras (escreveu com palavras de 500€ que não consigo reproduzir) lhe vai bater à porta" ora eu como uma "virgem dos blogs" que era na altura respondi-lhe educadamente que ele/ela tinha razão, não percebendo na altura que não era um comentário mas sim um enxovalho! Se fosse hoje respondia-lhe seguramente de maneira educada, mas com o mesmo tom irónico e depreciativo de que fui alvo!

 

- Os bloguers lamúrias: aqueles que não têm visualizações e/ou subscritores que se queixam constamente disso, por vezes sinto-me em Jerusalém no Muro das Lamentações tal não é o dramalhão que fazem disso, apesar de eu admitir que já fiz o mesmo, talvez com menos drama, e eu que já me vi na mesma situação comento, apoio, dou força e não obtenho qualquer feedback! Quando começaram a comentar os meus posts eu sempre tive a atenção de responder, apesar de saber que há quem não comente mas que comenta os meus, logo isso para mim é reciprocidade, mas comentar e não obter qualquer resposta depois de tanta lamúria e indignação é no minimo parvo!

 

- Os Blogs das Super Stars: Aqueles bloguers que têm os patrocínios, que recebem prendinhas, souvenirs e afins de uma série de marcas, e se eu comentar alguma coisa que gostei de ler das ditas/ditos Super Stars o que recebo em volta em um grande NADA!! A minha pergunta é só uma, como é que se tornaram Super Stars cá do sitio se não têm humildade suficiente para responder aos comentários dos seus seguidores/subscritores ou apenas leitores e que os fizem as vedetas cá do sítio que são hoje? Será que a humildade e agradecimento foi pelo cano abaixo quando receberam a primeira caixinha de chocolates da Milka?

 

-Os bloguers acanhados/timídos: os que provavelmente se sentem com vergonha de responder ou comentar algum posts, e a esses eu digo-lhes aqui (sim porque não vale a pena fazê-lo nos seus blogs): Não tenham vergonha de expor as vossas ideias e opiniões, aqui ninguém vos vai criticar ou achincalhar, sejam vocês próprios sem medos e sem receios!

 

- Os blogs que não se podem comentar: lemos coisas interessantes e ao querermos deixar a nossa opinião e/ou ideia reparamos que não possuem a ceninha do "Comentar".... Será que não querem opinião alheia visto que a delas/deles é mais importante do que as dos demais? Ou será que sem saberem (?!) ao compor o blog retiraram a dita ceninha dos comentários?

 


Para além daqueles que gosto e troco ideias diariamente existem dois que destaco pelas histórias que nos alegram logo pela manhã e pela boa disposição que espalham pela Blogosfera e são a Chic'Ana e o Moralez Adoro as histórias e estórias que nos relatam e que nos fazem tão bem à alma!

 

Os outros/as sabem quem são e têm um lugarzinho muito especial aqui no meu bloguinho (estou tão sentimental hoje)  e que batem forte cá dentro, vou só destacar a primeira pessoa que me apoiou neste pequeno mundo e que agora tanto gosto e que é a C.* .


Bom, enfim são só ideias minhas e assuntos sobre os qual me debato desde que entrei para este mundo, posso estar certa numas e erradas noutras, como estar certa em todas e errada em todas, mas é a minha opinião!

 

Kikas

Pág. 12/12