Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Oh Zara Kids já te vi melhor, só para que saibas!

Quando se é uma pessoa de tamanho pequeno, fazer compras numa secção de crianças faz parte da nossa existência, contudo estive a ver a nova colecção da Zara Kids com mais atenção e tenho a dizer que este ano deixam um bocado a desejar!!

 

Peças de roupa cheia de florzinhas e coisinhas fofinhas demais para o meu gosto. Tudo o que é muito "inho" para uma adulta com um tamanho de criança (1.52cm) não é lá muito bom, não se esqueçam que não posso comprar casacos em secções de adultos porque parece que tenho uns enxumaços dignos dos anos 80 ou 90 (sei lá), os vestidos a mesma coisa, ou compro nas outras secções e gasto tanto em alterações como no próprio vestido, isso não é muito apropriado para o meu mini tamanho, não acham? E os calções cheios de ronhonhices que acabei de ver? Pff! Até parece uma secção de crianças 

Quanto aos sapatos vou deixar para outro dia porque é um tópico digno de um post inteiro!

 

Oh Zara Kids já te vi melhor, só para que saibas.....

 

Contudo consegui fazer um outfit com algumas peças que gostei, não considero muito infantis e têm um preço acessível, aqui vai ele:

 

29.jpg30.jpg

 

 

31.jpg32.jpg

 

 Kikas

Uma paixão chamada livros 23/40

Considerando que o primeiro livro da tua estante é a letra A, o segundo a letra B e por ai adiante, tira o livro correspondente à primeira letra do teu nome. Depois abre na página correspondente à soma do mês e dia em que nasceste. Qual é o quarto parágrafo?

 

todos_os_nomes.jpg

 Todos os Nomes de José Saramago

 

Tendo em conta que não me encontro em casa, e que até emprestei o livro, vou deixar aqui uma passagem do mesmo que não corresponde totalmente ao desafio de hoje, tendo em conta que a citação foi retirada da internet. Por tal peço desculpa à Magda L Pais.

 

"Quando acabei de falar, ela perguntou-me, E agora, que pensa fazer, Nada, disse eu, Vai voltar àquelas suas coleções de pessoas famosas, Não sei, talvez, em alguma coisa haverei de ocupar o meu tempo, calei-me um pouco a pensar e respondi, Não, não creio, Porquê, Reparando bem, a vida delas é sempre igual, nunca varia, aparecem, falam, mostram-se, sorriem para os fotógrafos, estão constantemente a chegar ou a partir(...)".

 

Kikas

Oops i did it again.....

Eu não sou daquelas pessoas muito propensas para cair ou utilizando um termo mais técnico, para tralhar, mas quando o faço é sempre em grande estilo e dando, voluntária ou involuntariamente (mais involuntariamente), um espectáculo digno de ser visto, para os outros...

 

Das últimas vezes que me recordo de ter caído uma delas foi à chegada da estação de Entrecampos, numa tarde de Inverno, já completamente escura, no sítio mais iluminado possível e com uma fila de carros parados, caí de frente ficando completamente estiraçada de barriga para baixo no chão com todos os ocupantes dos veículos circundantes a olhar e a rir! A outra que me recordo foi de ter entrado num Shopping de joelhos, tropecei no tapete da entrada e fiz uma entrada triunfal!

 

Ora ontem não podia ser excepcão! Na minha pausa da tarde fui à porta do edificío aonde trabalho fumar um cigarro e eis senão quando se aproxima um senhor de alguma idade perto de mim e me diz "Oh menina você sabe que fumar mata?", eu respondi que sim, que sabia, e o senhor lá prosseguiu com o seu discurso anti-tabagista e ao mesmo tempo que prosseguia com o discurso prosseguia na minha direcção.


Eu admito que não amo muita proximidade ou contacto fisíco com pessoas desconhecidas, independentemente da idade (crianças não incluídas) e fui-me afastando dando sempre um passo atrás, e o senhor era só blá, blá, blá em direcção a mim, e eu sempre a dar passos para trás, para trás, para trás, até que....
Encalho com o salto numa parte da calçada onde já não existem três ou quatro pedras e dou um valente bate c*.....

Como no meu edificío está localizada uma embaixada existe sempre um PSP de plantão, o dito cujo dirige-se a mim pega-me no braço para me ajudar a levantar, pisca-me o olho, com um ar sedutor de Leonardo di Caprio de Moimenta da Beira, diz-me: "Estás a ver como fumar pode matar".

 

... toda a gente que estava a assistir ao espectáculo se riu, obviamente que eu também!

 

Será que eu não posso cair como as pessoas normais?

 

Oops i did it again! Outro show digno de som, luz e cor!

 

keep-calm-and-oops-i-did-it-again-5.png

 Kikas