Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Seja como o Romeu

À laia dos milhões de memes que circulam pelo Facebook hoje decidi criar um meme para para homenagear o meu mecânico:

 

Aqui está o Romeu.                                      

 

A Kikas foi levar o carro à oficina do Romeu.

 

O Romeu não arranjou metade do que disse à Kikas

que tinha arranjado no carro.

Mesmo assim o Romeu ganhou 450.00€.

 

22.jpg

 

O Romeu é inteligente.

 

Seja como o Romeu.

 

 Kikas

 

 

Quem mente mais?

Nós mulheres somos practicamente todas iguais, loiras, morenas, ruivas, platinadas, de olhos azuis, verdes ou castanhos, o nosso âmago, o nosso íntimo e o nosso recôndito pouco ou nada muda. Todas temos uma ressabiadinha dentro de nós. Alguns homens também são ressabiados, mas possuem a capacidade de conseguir dissimular tal acto, uns mais do que outros obviamente.

 

A mulher que nunca criticou a roupa, os sapato, o cabelo, a cor do cabelo, que se acuse! Parabéns!!! És uma mulher exemplar, porém és uma mulher mentirosa caríssima, porque mulheres destas só existem nos Contos de Fadas, nos livros do 'Era uma vez', nos filmes antigos de Hollywood ou quiçá num mundo paralelo ao nosso. Já os os homens abstêm-se mais de comentar tais factos, apesar de também os pensarem.

 

Nós mulheres gostamos de esmiuçar, observar, analisar, comentar e criticar basicamente tudo o que nos apetece, mas com particular interesse nas mulheres..... Quase de certeza que muitas de nós já ouviu ou leu algures que as mulheres se vestem para outras mulheres, porque se o fizessem para os homens, provavelmente andariam despidas! Os homens esmiuçam, observam e criticam em silêncio mas neste caso os outros homens, todavia grande parte deles da mesma maneira que preferiam ver as mulheres despidas, preferem ver os homens vestidos (gostos e preferências não se discutem).

 

Mas grande parte das mulheres, apesar de possuirem algumas destas características.quando são amigas são amigas de verdade, quando querem ser sinceras, são sinceras de verdade, e conseguem mentir menos do que os homens..... Ou não.....


Os homens mentem às mulheres por uma questão de protecção, de bem estar, de amor à vida própria, por instinto, nenhuma mulher gostaria de ouvir de um homem que fica mal que com tal roupa, que o corte de cabelo está horrível, que está gorda, que está com mau hálito e um sem fim de coisas das quais nós mulheres não suportamos ouvir dos homens.

 

Quem é que mente mais? Os homens ou as mulheres?


Os homens não mentem mais, mentem sim na mesma dimensão que as mulheres. Porém o que acontece é que, como a mulher é mais comunicativa e perceptiva consegue perceber na maioria das vezes quando um homem está a mentir e, consequentemente, os homens são apanhados nas suas mentiras com maior facilidade, dando a impressão que mentem mais.

 

Infelizmente para os homens, eles não têm a capacidade de apanhar facilmente uma mulher numa mentira pois não são lá muito bons em decifrar sinais e padrões. Neste caso as mulheres ganham, pois conseguem mentir ao homem com menor probabilidade de serem apanhadas. O mesmo não sucede quando uma mulher tenta mentir para outra, pois é muito mais fácil serem 'catadas'.

 

Ficamos quase empatados, mulher 1 - homem 0.5 

 

Agora vou beber café com o meu damo e dizer-lhe que adoro o cheiro do novo ambientador que comprou para o carro apesar de estar com um ataque de rinite que nem que me enfiassem um ramo de rosas pelo nariz acima o conseguiria cheirar 

 

23.jpg

 

Kikas

 

 

Addio, adieu, auf wiedersehen, goodbye

Eu sou uma jogadora de joguinhos do Facebook assumida, não tenho medo nem vergonha de o admitir, eu jogo, sempre joguei e irei continuar a jogar até me fartar. Não sou daquele tipo de utilizador que publica posts como:

21.jpg

Parece que lhes estamos a pedir um pulmão ou um empréstimo de 500.00€ a pagar em 750 prestações!

 

Para mim podem mandar tudo o que é jogo que não me chateia, o que gosto jogo, o que não gosto meto à borda do prato.

 

Mas o que me tem chateado, arreliado e atormentado inclusivé, tem sido TODOS os dias, TODOS os dias atenção, no pouco tempo livre que tenho, jogar o meu jogo de eleição, o Farmville 2 (um jogo muito maduro e classificado para a minha idade, é verdade) e de à três semana para cá que não consigo 'colheitas' suficientes para me qualificar para a 'State Fair', para quem nã sabe, e calculo que sejam bastantes, a 'State Fair' é o equivalente ao chegar ao pote de ouro no fim do Arco Íris..... Oh amigos do Farmville 2 por favor né? Anda aqui uma gaja todos os dias a plantar ceninhas, a visitar 'amigos' das quintas vizinhas, a fazer bolinhos, cupcakes e o diabo a sete para conseguir passar para o outro nível e vocês por uns míseros 30 pontos não me deixam concretizar o sonho de uma semana inteira de trabalho árduo na dita quinta??

Sim eu sei que pareço uma maluca, se calhar para lá caminho, e provavelmente se me dessem umas batatas ou umas beterrabas para plantar numa horta real a minha reacção seria "Estás a gozar comigo, certo?", mas isso não me chateia porque mesmo se plantasse não teria que esperar uma semana inteira para me qualificar para porra nenhuma, só tinha que esperar uns meses para que os tubérculos crescessem .

 

Caro Farmville 2 hoje é o dia em que te afastei da minha vida, passaste agora de 144.577.578 para 144.577.577 utilizadores/fãs, e até te digo mais: Vais-me fazer tanta falta comá fome!!!

 

Agora tenho que ir porque tenho coisas mais importantes para fazer, como jogar Candy Crash!

 

Addio, adieu, auf wiedersehen, goodbye....

 

Kikas

 

Stop bullying

Nos dias que correm ouvem-se cada vez mais relatos de bullying nas escolas portuguesas, tal como em escolas espalhadas pelo mundo inteiro, nada que não sucedesse na "minha altura", ou as coisas eram mais escondidas, ou na minha opinião, havia sempre alguém para defender a vítima de bullying, fossem alguns colegas, professores ou as contínuas, como eram chamadas às hoje em dia "auxiliares de educação".

Infelizmente este fenómeno aliou-se a um outro, tão ou mais perigoso, o cyberbullying. Os adolescentes e pré-adolescentes dos nossos dias acham-se no direito de hulmilhar publica e virtualmente aquele colega mais fraco, o que não responde, o que apanha uma bofetada e se cala, o que é achincalhado no messenger através de conversas em grupo, e nada diz, fecha-se em copas, guarda todo o sofrimento que isso lhe causa só para ele. Para o adolescente e pré-adolescente os períodos em que a vivência, a integração e a aceitação em qualquer grupo é fundamental para o seu desenvolvimento, este sentimento de impotência vai reduzir a capacidade de processar ou reagir a outros incidentes ou vão ser condicionantes para toda a vida. Através da Internet e dos telemóveis, as agressões verbais, físicas e psicológicas acompanham, nos dias que correm, os alunos fora dos muros da escola.

Ainda hoje numa conversa de hora de almoço uma colega relatou que na turma do seu filho uma criança de 11 anos. boa aluna, sociável, que acompanhou toda a turma desde a pré primária se tornou, de um dia para o outro, vítima de bullying e cyberbullying, tudo porque a líder da matilha, a mais popular, a mais gira, a que tem mais amigos e mais adorada entre os colegas, acordou um dia e achou que a miúda devia ser enxovalhada, não só publicamente como também virtualmente. O mais curioso nesta história é que a líder da matilha é apenas filha da Directora da escola, e que apesar de alguns pais terem apresentado queixa contra a líder, essa queixa tem que ser analisada por todos os professores para só depois poderem apresentar uma "queixa formal", queixa essa que irá parar às mãozinhas da mamã. 

Na minha opinião o grande problema aqui é que alguns pré-adolescente e adolescentes estão a ser criados por meninos mimados das gerações de 80/90 que agora estão a "criar" meninos mimados, sem lhes darem qualquer tipo de educação (isso, tal como muitos dizem, é trabalho dos professores), prinicípios, valores morais e/ou sociais, sem diálogo e acompanhamento.

"O bullying é um dos fatores que se tem confirmado (em diversos estudos científicos) estar de algum modo relacionado com o suicídio...", acho isto tão, tão triste.... Como é que uma criança pode ter tais pensamentos em tão tenra idade? Pais: Falem com os vossos filhos desde novinhos, desde que comecem a ter idade para entender certas coisas, peçam-lhes sempre para que eles  contem tudo o que se passa na escola, no recreio, como correu o dia, como correrram as aulas, digam-lhes para brincar com todos os meninos, para não gozarem ou rirem de nenhum menino falem sobre tudo porque quando uma criança (para mim os adolescentes e pré-adolescentes ainda são crianças) sabe que é ouvida sente e sabe que pode falar, e é desde pequenino que se torce o pepino.

Não deixem que os vossos filhos sejam uma "estatística" num mundo tão feio que é o bullying/cyberbullying, e se o vosso filho seja um dos agressores ajam em conformidade com o assunto, fazendo-o ver que se passa de bestial a besta num estalar de dedos, e se hoje és o líder amanhã podes ser a vítima, basta um/a colega "encalhar" e "ancorar" o barco nele/a para que se situação se reverta.

Enfim.... Um assunto triste mas que infelizmente se tornou tão "corriqueiro"/normal (para mim anormal), como a internet em si....

Stop bullying please!!

 

Kikas

O dia em que a Marisa deu um tiro no pé!

O dia em que a Marisa deu um tiro no pé, foi ontem...

 

Vivendo nós num País em que o extremismo futebolístico se sobrepõe às "Armas e ao barões assinalados" a candidata às Presindenciais de 2016, e candidata pelo Bloco de Esquerda Marisa Matias deu ontem um tiro no pé quando numa entrevista ao Observador proferiu o seguinte: "A última boa piada que me contaram? Que o Sporting ia ser campeão". 

Obviamente que desde logo gerou polémica entre a grande parte dos Sportinguistas, alguns até mudaram o sentido de voto após a piadola da Marisa (gosto de a tratar pelo primeiro nome) , houve até quem escrevesse nas redes sociais comentários como “Posso dizer que votei no Bloco e estava dentro da mesma linha decidida em votar em si. Esta sua ‘piada’ e que eu não achei piada nenhuma tirou-lhe o meu voto”, ora eu como Sportinguista assumida não me enquadro na mesma linha de pensamento, apenas acho que a "piada" não teve assim tanta piada, e tendo em conta que se trata de uma candidata às eleições presidenciais julgo deveria ser mais isenta de opiniões pessoais ou neste caso futebolísticas. Eu acredito que a Marisa tenha pensado no momento que iria sair dalí uma piada mega espectacular, mas saiu-lhe o tiro pela culatra, a ela e ao Bloco de Esquerda, que quase de certeza irão perder alguns votos nestas eleições.

 

Não gosto de falar de política mas como em (quase) tudo na minha vida tenho opinião formada sobre o assunto, e não querendo ofender opiniões partidárias, se eu votasse na Marisa, ou se a Marisa fosse eleita PR, teríamos mais 5 anos iguais ao que tivemos com o Cavaco Silva, que nunca se conseguiu afastar do laranja que prolifera dentro dele, votaria em alguém que não transmite qualquer confiança, não pela piadola acerca do Sporting, mas sobretudo porque não tem o carisma, o carácter e sobretudo a experiência na área que alguns dos outros candidatos têm, porque ser candidato a PR é um acto de responsabilidade, responsabilidade essa que, não me parece a mim enquanto observadora, a Marisa tenha, alguém que almeja ser PR não pode, nem deve achincalhar um clube seja ele qual for.

 

Bem que te podes retractar hoje no debate da RTP 1 tal como o tentaste fazer no teu Facebook, onde escreveste e passo a citar “Fui criada e educada por um pai sportinguista, uma das pessoas que mais amo na vida...." (cheira-me que és daquelas que mudas de clube quando o teu namorado ou marido são de outro clube, conheço algumas como tu...), mas quase que te garanto que desta não te safas. Até te safavas com os votos dos adeptos dos outros clubes não fosse o facto das eleições serem a um domigo e a malta preferir ir dar uma volta ao Shopping ou ficar em casa a ver os jogos da Liga Inglesa.

Um conselho meu para ti Marisa: convoca todos os teus amigos, familiares e colegas para irem votar no domingo, porque senão, tal como já li algures num jornal ou rede social, nem aos 5% de votos chegas. Mas eu acredito que tenhas aprendido a lição e quando voltares a Estrasburgo nem um joguinho de matrecos vais comentar.....

 

 

A minha opinião? Marisa filha já foste!!

 

19.jpg

 

 Kikas

 

Boa educação precisa-se

Sou uma pessoa de hábitos, diariamente faço (quase) sempre a mesma coisa, sento-me no mesmo lugar no comboio, sigo sempre pela 5 de Outubro fora, sempre do mesmo lado da 5 de Outubro, vou sempre tomar café ao mesmo estabelecimento, enfim "old habits die hard"... Tal como uma amiga minha disse uma vez "Tu és das pessoas que mais depressa eras morta por um Serial Killer, era só seguir-te uma semana e já sabia todos os teus passos", graças a Deus não existem muitos em Portugal, ou pelo menos que eu tenha conhecimento.

 

Hoje decidi radicalizar, oh yeh estava louca logo às oito da manhã, pela fresquinha, em jejum, e dirigi-me (relativamente) feliz e contente para o meu trabalho mas desta feita utilizando o percurso da Av. da República. Decidi radicalizar ainda mais e não cortei qualquer quarteirão em direcção à 5 de Outubro, eu quando enlouqueço agarrem-me .

 

Decidi ir tomar o pequeno-almoço a uma pastelaria de renome na dita Av. da República, cheguei ao balcão e disse "Bom dia", o senhor empregado olhou para mim de esguelha e nem bom dia, nem um sorriso, nem um "o que deseja" obtive. Aguardei, uma vez que estavam pessoas à minha frente, aguardei mais um bocado e ninguém olhou para mim, sou pequenina mas não sou invisível porra!

Chegaram duas pessoas depois de mim, essas sim tiveram direito a tudo, bons dias, sorrisos, "o que é que deseja Sr. Dr.", "É a torradinha do costume Sr. Eng.", obviamente que disse ao Sr. empregado que já lá estava à cerca de cinco minutos e que se não fosse pedir muito gostaria de ser atendida, eu tento sempre ser bem educada porque foi assim que fui educada, posso até não ser a pessoa mais simpática à face da Terra, ou de Portugal vá, mas mal educada não sou, ou pelo menos tento não ser apesar de por vezes termos que descer um pouco o nível de educação quando algumas pessoas o merecem, mas continuando, o Sr. empregado olhou para mim com um ar de quem lhe estava a pedir um rim e diz: "O Eng. Messias e o Dr. Jorge chegaram primeiro porque eu vi, mas sim diz lá o que queres?"

O que queres?? O que queres?? Mas tratam-se as pessoas por tu sem as conhecerem de lado nenhum e com uma arrogância que só lembra o José Sócrates quando foi preso?

Obviamente que foi aí que tive que lhe dar uma resposta menos educada "Carissímo, em primeiro lugar a mim você não me trata por tu porque não andámos na escola juntos, e se tivessemos andado você tinha que ter chumbado muitos anos, e em segundo lugar agora não quero NADA, quero é que vá para o c"$&#@ (óbvio que não disse isso, apesar de me apetecer), você tem tanto jeito para atender ao público como eu tenho para nadar a crowl por isso volte a atender o Dr. e o Eng. que aqui a "tu" vai tomar o pequeno-almoço à pastelaria do lado, e já agora tente ser um bocado mais bem educado, a boa educação é bonita e recomenda-se", virei costas e ainda o ouvi reclamar do que lhe tinha dito ao Dr. e ao Eng.

 

Fui á pastelaria do lado e tive direito a tudo, naquela fase de irritação para mim o pequeno-almoço era o suficiente.

 

O que questiono aqui é o profissionalismo do Sr. empregado juntamente com a sua falta de simpatia e educação. Calculo que o sonho da vida dele não seria ser empregado de um café (uma profissão tão digna como a de um bacário, advogado, mediador de seguros e por aí adiante), tal como ninguém sonha tirar cursos superiores e trabalhar num call center, numa caixa de um hipermecado, numa loja de roupa, e por aí adiante. Existem tantas pessoas que querem trabalhar e não arranjam trabalho, acho que hoje em dia toda a gente que tem trabalho tem que dar graças por o ter (alguns têm que dar graças apenas aos amigos políticos), existe muita gente que gostaria de ter um e não consegue, eu falo de trabalho em geral, não emprego, há quem diferencie trabalho de emprego, infelizmente, apesar de não estarem em posição de o fazer, ainda se observam muitos casos de pessoas no fundo de desemprego e que não aceitam qualquer trabalho porque não é "digno" o suficiente para o/s curso/s que triraram e arrastam-se até a "mama" acabar.

 

Eu sei que existe má educação em todos os setores, não só na restauração, basta ir às Finanças, a uma Conservatória ou qualquer outro sítio, do setor público ou privado, para nos cruzarmos com pessoas mal educadas, antipáticas, arrogantes mesmo. Mas quem atende ao público tem que ter o mínimo de simpatia e boa educação, tenho amigos com estabelecimentos abertos ao público e que atendem ao público que são o extremo oposto do Sr. empregado com quem me cruzei hoje, simpáticos e sobretudo bem educados.

 

Isto foi um exemplo de um mau empregado, de um empregado mal formado e mal educado, felizmente quase todos os cafés que frequento em Lisboa, e não só, já me conhecem pelo nome e no "meu café", o café da minha rotina diária, ainda nem entrei e já estão a servir aquilo que sabem que vou consumir.

 

Boa educação precisa-se, em todo o lado!!

 

18.jpg

Kikas

 

Picardias futebolísticas

Ultimamente o Facebook aborrece-me....

Aborrece-me porque cada vez que lá vou sinto que estou num quiosque a ver as primeiras páginas de um jornal diário desportivo!

Ele é "Rumo ao 35º", "A última vez que o Sporting foi campeão ainda o puto da vizinha do lado não tinha nascido", "Mandem o Lopetegui para Espanha" (já foi), "O Slimani dá mais cotoveladas do que os outros jogadores todos juntos", "O campeão voltou", blá, blá, blá, blá. Já chega porra!!! Deixem-se dessas picardias sem qualquer sentido e que, pelo que já observei, já danificou algumas amizades, completa e desnecessariamente.

Eu sou sportinguista (com muito orgulho) mas ao mesmo tempo sou gaja, eu não discuto futebol, eu não me pego com ninguém por motivos tão picuinhas, a maioria dos meu amigos e familiares são do clube rival e mal seria se cada vez que um ganha, perde ou empate colocasse posts no Facebook só com o intuito de os "picar".

Ainda esta semana o meu colega de escritório, que é do outro clube da 2ª circular, ficou extremamente admirado, espantado e, com algum choque meu, "enternecido" quando eu lhe disse "O Slimani bisou" (frase esta que li no Facebook obviamente, apesar de saber o que é bisar, não sou assim tão limitada), o olhar dele quase que pareceu o olhar de um pai orgulhoso quando o seu filho diz a primeira palavra ou dá o primeiro passo (M.E.D.O.), ele virou-se para mim, literalmente visto que está na secretária ao meu lado, e perguntou-me com o que parecia os olhos a lacrimejar "Tu sabes o que quer dizer bisar", ao que eu repliquei "Mal seria, não?", e depois para o deixar ainda mais orgulhoso disse o seguinte "Vê lá tu que até sei o que é um fora de jogo". Ui o que eu fui dizer... Estava a ver que se levantava e me dava um abracinho... Contudo, e é por isso que eu digo que não discuto futebol, lá se esticou ele a dizer que o/s jogo/s tinham sido assim, assado, coiso e tal e eu tive mesmo que terminar aquela conversa dizendo "Olha se queres mesmo discutir futebol vamos ali para a tasca emborcar copos de três e aí falamos de futebol, gajas e carros", true story, esta não foi dito na minha imaginação, foi dita loud and clear. 

Voltando ao ínicio do meu post, às publicações extenuantes sobre futebol que proliferam no Facebook, e as constantes picardias que observo, concluo que provavelmente estou a ficar um bocado cota, porque eu ainda sou do tempo em que não existia esta rede social (aliás nenhuma) e todos os meus amigos, independentemente do clube dos quais eram adeptos, conviviam amenamente, sem se chatearem, se se insultarem e sem destruirem amizades de anos em prol de uma coisa que lhes traz uma alegria momentânea. Eu sei e compreendo que para muitos esta é apenas uma escapadela ao mundo real, à monotonia, à vida que têm e consequentes preocupações, mas nem tudo tem que ser um oito ou oitenta, há sempre um meio termo para tudo, até para o futebol.

Eu já disse e volto a dizer que gosto muito do meu Sporting mas a ganhar ou a perder (Sporting até morrer, lol era só para exemplificar) eu tenho sempre que acordar no dia seguinte, exceptuando quando joga às sextas ou aos sábados, às 6h30m da manhã e trabalhar 8 horas seguidas, tal como, calculo eu, quase todos os adeptos de todas as restantes equipas. 

Não se aborreçam, não discutam, aquilo é só futebol, não é a vossa vida... Ou não deveria ser pelo menos!

 

Saudações leoninas (eu consigo entrar bem no espírito da cena) .

Saudações para todos. 

 

Kikas

 

 

Eu quero é paz

Já à uma série de anos que tento levar a vida da melhor maneira que posso, sabendo que ao tentar reger-me por estes princípios, conseguirei que a minha vida seja muito mais "legalize" e leve, evitando (quando consigo) stresses e nervos desnecessários, porque tal como já vou dizendo à algum tempo, e eu sei que vou parecer uma "cota", já não tenho idade para certas coisas.

Os meus princípios básicos são simples:

 

Escolher, cuidadosamente, tudo o que guardo cá dentro, e guardá-lo só para mim. Deixar entrar no coração só o que é bom. Centrar-me no que me faz sentir bem, feliz, segura e amada. Enfrentar os meus medos e angústias e ir em frente, com medo e com coragem. Aprender com os erros e admitir as falhas. Pedir desculpa sempre que sei que errei. Agradecer a quem deve o meu agradecimento. Ser cortês. Ser bem educada. Não ser arrogante e não tratar os outros como não gosto que me tratem a mim.

Ter perto de mim pessoas que respiram entusiasmo e a alegria pela vida. Evitar pessoas tóxicas, que estão sempre de mal com o mundo e com tudo. Preferir ter paz a ter razão. Manter a calma e a fé, seja no que for. 

Amar, acima de tudo. Paz acima de tudo.

 

16.jpg

Kikas 

 

 

 

Tuga style, versão facturas

Aquele dia mega espectacular, com muito sol, algum frio (nada que um bom casaco, cachecol, gorro e luvas não resolvam), que só dá vontade de passear, relaxar, e beber um café, um chá em algum sítio com uma boa lareira ou com vista para o sol e quiçá para o mar, hum tão vommm.

Mas depois lembraste que tens 60 e tal facturas para validar no Portal das Finanças...

Não, não posso sair porra!!

Claro que posso (lol), vou mas é armar-me em Tuga, sair, aproveitar este belo dia e deixar estas coisas chatas para o último dia, para depois ter um motivo para reclamar se alguma coisa correr mal no Portal das Finanças.

 

Tuga life, tuga style.

 

P.S. Valido-as à noite, não consigo ser assim tão Tuga. #crominhadasfacturas 

 

Kikas

Friends will be friends

Muitas pessoas vão passar pela tua vida mas somente os verdadeiros amigos deixarão marcas no seu coração.


São tão raros, que se consagram, são tão frágeis, que fortalecem, são tão importantes que não se esquecem, são tão fortes que protegem, são tão presentes, que participam.

O  destino  apresenta-nos os nossos amigos, os quais não sabíamos que se iam cruzar no nosso caminho.  Muitos desses chamamos amigos do peito, do coração. São sinceros, são verdadeiros. Sabem quando não estamos bem, sabem o que nos faz feliz...

Esses são os meus amigos, são poucos, mas são do melhor que existe, não os trocaria por outros e sei que eles também não me trocariam. Eles/elas sabem quem são, e sei que ao lerem este texto saberão que é dirigido a eles/elas. 

Já à alguns anos o grande Freddie Mercury escreveu a música "Friends will be friends", uma bela homenagem musical dedicada à amizade e cuja letra faz todo o sentido, do início ao fim:

 

"Friends will be friends,
When you're in need of love
They give care and attention.
Friends will be friends,
When you're through with life
And all hope is lost,
Hold out your hand
'cause friends will be friends right till the end"


Meus amigos/as de sempre e para sempre, estão cá dentro!!! (Salvo seja )

 

15.gif

 Kikas