Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Vida de suburbana

Hoje, tal como em todos os dias úteis da semana, depois de oito horas de trabalho apanhei o comboio de regresso a casa e por entre empurrões e alguns apertões, consegui arranjar um lugar sentada. Até aqui tudo maravilhoso até porque só quem é passageiro assíduo da CP sabe o quão raro é ter este previlégio, fiquei mega feliz, eu sei que parece fútil mas estar de pé num transporte público que abana por todos os lados, a ser pisada e entalada por mais 20 pessoas durante 35 minutos não é fácil, nem agradável diga-se.

Ora então, dizia eu, sentei-me e senti que havia ali algo estranho, incómodo, desconfortável, cheguei a pensar que seria da mala que coloquei ao colo, mas passado dois minutos, se tanto, a curta distância que separa Entrecampos e Sete Rios, percebi que só estava sentada em metade de um lugar... O senhor do meu lado direito estava a ocupar apenas o seu lugar já o senhor do meu lado esquerdo (doravante denominado por senhor esquerdo) estava a ocupar o seu lugar, metade do meu e ainda uns bons 50cm de chão com as suas pernas (50cm são significativos quando um comboio da Linha de Sintra vai atulhado).

Quem me conhece sabe que uma das minhas virtudes não é de todo a paciência, contudo consegui conter-me até chegar à Damaia (três paragens depois, um enorme esforço e ginástica para a minha impaciência), aí virei-me para o dito senhor esquerdo e disse-lhe "Peço desculpa poderia chegar-se mais um pouco para o seu lado, é porque eu sou pequenina mas pago um passe por inteiro e não meio passe devido ao meu tamanho, por isso julgo que tenho direito a um lugar só para mim" e sorri, o senhor esquerdo olhou para mim com desdém e proferiu um "Phunf" (?!).

Como vi que o senhor esquerdo tinha ficado desagradado com a minha observação e também não mexeu o traseiro da metade do meu lugar acrescentei "Então vamos fazer o seguinte: eu pago 41.50€ de passe a 30 dias, ora 30 dias a dividir por 41.50€ dá 1.38€ por dia, sendo que já usufrui de um lugar inteiro da parte da manhã vou-lhe cobrar 50% dos 0.69€ da minha viagem da parte da tarde o que significa que o senhor tem que me pagar 0.35€, o que já me vai dar para pagar os danos psicológicos sofridos neste percuso ou para comprar dois papos-secos, pode ser??"

É óbvio que este último parágrafo só existiu na minha imaginação, mas gostava de ter tido a coragem de o ter dito carago!! Todavia passado uma estação consegui que o senhor esquerdo se desviasse e passasse a ocupar apenas um terço do meu lugar.

Uma pequena vitória para uma pequena pessoa suburbana .

 

13.jpg

 

 Kikas