Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Não me posso queixar?

Sinto-me tão cansada, mas tão cansada mesmo que nem consigo descrever bem como me sinto. O meu corpo e a minha mente estão claramente a ressentir-se de quase um ano sem férias, sinto-me cansada quando acordo, ao longo do dia, à noite, aos fins de semana, nos feriados, enfim...... ultimamente, sempre mesmo.

Eu sei que tenho sorte por ter trabalho, atenção, e dou graças por ter sido dotada de sentimentos humanos e tenho verdadeiramente pena daqueles que querem trabalhar e não arranjam trabalho, já não tenho tanta pena daqueles que querem empregos, ou decidem deixar o trabalho que tinham porque "estavam fartos de ser explorados", como ouvi há pouco tempo. Infelizmente quem quer trabalhar nos dias que correm tem que se sujeitar ao que tem ou arranja, já lá vai o tempo das vacas gordas onde nos podíamos dar ao luxo de escolher entre o trabalho X e o Y, e isso é triste.

Como já aqui referi mudei de trabalho há pouco tempo, há três meses e meio para ser mais precisa, a minha antiga empresa fundiu-se com outra maior, e não é o novo trabalho que me está a cansar, é o antigo mesmo que me atafulha de trabalho até à raíz do cabelo, têm sido três meses e meio aonde tenho que ter quatro braços e duas cabeças.

Sinto-me cansada, sinto que me estou a ir abaixo de dia para dia, não estivessem as minhas férias quase à porta e  jurava que estava à beira de um breakdown, como dizem os nossos co-fellows.

Mas isto de me queixar que estou cansada tem muito que se lhe diga, há quem ache que falo de barriga cheia porque tenho sorte em ter trabalho, há quem diga que só quem não tem trabalho é que se pode queixar, há quem diga que não me posso queixar porque estou sentada num escritório o dia inteiro! Então e eu não me posso queixar porquê? Sou uma pessoa! Nem sou muito de me queixar, quando o faço é mais na brincadeira, quando tenho o azar de o fazer a sério cai o Carmo e a Trindade.

Não me posso queixar porquê? Pergunto novamente. Trabalhar não cansa? Só eu sei o quão cansada estou e esse cansaço não há má língua nem "Marias da Fé" que mo tirem, antes houvessem, antes houvessem.....

O que se falou por aqui

O que é que achas?

Pág. 1/2

Sobre mim

foto do autor

Header by Mula
Ilustradora Mônica Crema
Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D