Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Faz hoje um ano

Faz hoje um ano que a minha vida deu uma volta de 180º, faz hoje um ano que a minha vida mudou, que deixei de trabalhar na Capital, que deixei de utilizar os transportes públicos, que comecei a conduzir assiduamente, que deixei de ser uma condutora de fim de semana e comecei a apanhar com trânsito in a daily basis e com todas a abéculas e atrasados mentais que circulam por estes caminhos de Portugal.

Faz hoje um ano que mudei de trabalho! Faz hoje um ano que integrei uma nova empresa e uma nova equipa, e que equipa espectacular que tenho, do melhor que pode existir, a equipa que está sempre unida dê por onde der, doa a quem doer e que se apoia mutuamente em toda e qualquer situação. São estas pessoas que tornam o meu dia a dia mais feliz, que me fazem rir quando estou triste, que têm sempre uma palavra de apoio, maioritariamente baseada em piadas secas mas que me fazem rir até me doer a barriga. É esta empresa e esta equipa que me fez ver que não sou tão má (trabalhadora) como julgava ser, que me tiraram o Síndrome de Estocolmo que estava entranhado na minha mente e corpo, que me dá ouvidos quando tenho algo a dizer, que me deixa acrescentar valor ao meu trabalho, que dá voz e ouvidos quando algo não corre tão bem. Se nos primeiros tempos me sentia deslocada, uma estranha entre tantos, foram eles que me fizeram ver que existem empresas sem doutores, engenheiros, arquitectos e advogados, que somos todos iguais (uns mais iguais do que outros, como em qualquer empresa), que cada qual dá o seu contributo para que nos tornemos melhores fazendo com que a empresa se torne melhor, e sobretudo que me fez ver que cada um de nós tem uma palavra a dizer, e acima de tudo que podemos manter a nossa individualidade.

Da antiga empresa apenas tenho saudades da mesma se situar em plena Lisboa repleta de movimento, de pessoas a andar de lá para cá, do rebuliço das ruas e das lojas, do andar apressado dos trabalhadores e do ar feliz dos turistas. Foram alguns anos a trabalhar para o carvalho um grande nada contudo porém (conjunção adversativa propositada, não se descabelem) não posso deixar de agradecer a essas grandes bestas o facto de me terem deixado crescer profissionalmente e de certo modo terem contribuído para ser a pessoa que sou hoje em dia, pode não ter sido um mar de rosas, foi sim um ramo de rosas cheio de espinhos, mas não sou mal agradecida.

Faz hoje um ano que a minha vida deu uma volta de 180º e parou num sítio tão bom!

46.jpg

O que se falou por aqui

O que é que achas?

Pág. 1/3

Sobre mim

foto do autor

Header by Mula
Ilustradora Mônica Crema
Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D