Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Civismo? Qual civismo?

Todos os dias todos nós nos deparamos com a falta de civismo e de boa educação que prolifera aos magotes por este Portugal fora, seja no trânsito, nos transportes públicos, nos supermercados ou até no trabalho, acho que é algo que já estamos habituados, não deixa de ser incómodo mas como já é práctica recorrente situações de falta de civismo e boa educação acabam por ser um pouco de "mais do mesmo" no nosso dia-a-dia.

O termo civismo refere-se a atitudes e comportamentos que no dia a dia manifestam os cidadãos na defesa de certos valores e práticas assumidas como os deveres fundamentais para a vida coletiva, visando a preservar a sua harmonia e melhorar o bem-estar de todos. Mais especificamente, o civismo consiste no respeito aos valores, às instituições e às práticas especificamente políticas de um país.

In Wikipédia a Enciclopédia livre

Isto escrito e em teoria é muito bonitinho a porca torce o rabo quando passamos à práctica! Vou contar um episódio de uma clara e visível falta de civismo que observei na semana passada.

Uma senhora que habita no prédio ao meu lado terá chegado à rua e deparou-se com a inexistência de lugares à porta para estacionar (esta situação é recorrente e o que eu costumo fazer é estacionar nas ruas contíguas, até à data não faleci por causa disso) e perguntam vocês o que é que a dita senhora fez, vá perguntem! Boa, obrigado!!

A senhora minha vizinha estacionou parou a viatura no meio da via, sim mesmo no meio da via e em cima de uma curva, assim a papo-seco, assim ao toma lá dá cá, quando vi tal situação pensei cá para os meus botões que apesar de parvo seria só por aquela noite e que no dia seguinte zarpava com o carro ou o estacionava devidamente.

Oh que engano, oh que engano Deus meu! A senhora deixou o carro parado no meio da estrada cinco dias, sim cinco dias por incrível que pareça. Qual "tenho o carro no meio da estrada deixa-me lá ir estacionar", qual "Opá o carro está no meio da estrada ainda apanho uma berlaitada de outro carro que venha lançado e distraído", nada, rien, niente, nothing, ali o parou ali o deixou, até ao dia....

(Reza a lenda que a viatura sofreu alguns riscos, pelo menos foi o que me contaram, e não, não fui eu)

Chegou o dia em que a viatura saiu do meio da via, foi o dia em que o carro foi rebocado!

Civismo é algo que não assiste esta senhora, não encontrou lugar para estacionar estacionou no meio da rua, borrifando-se para tudo e para todos, não pensando que o mesmo estava em cima de uma curva e que poderia ter causado algum acidente, não o civismo não mora naquela casa nem naquela pessoa. Infelizmente este é só um exemplo entre muitos que por aí andam.

E do vosso lado, quando foi a última vez que assistiram ao vivo e a cores a alguma falta de civismo e boa educação?

Contem-me tudo, não me escondam nada!

36.jpg

  (Imagem retirada daqui)

A esperança de alguma vez existir civismo é como a sogra: é a última a morrer!

O que se falou por aqui

O que é que achas?

Pág. 1/2

Sobre mim

foto do autor

Header by Mula
Ilustradora Mônica Crema

Blogs de Portugal

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D