Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Sem tempo e com cansaço

Desde o início de Abril que a minha vida tem sido uma correria, aliás desde o início do ano! São problemas para aqui, coisas para resolver para ali, férias, fins de semana, trabalho, muitooo trabalho, cansaço, muitooo cansaço acumulado, resumindo e concluindo: ando sem tempo para o blog.

Eu sei que o blog é apenas um hobbie e um escape mas não estou a conseguir acompanhar o ritmo da minha vida, o cansaço que tenho acumulado neste mês, sim porque estive de férias mas não parei um bocadinho sequer, e conjugá-lo com o blog. Tenho muito para escrever e pouco tempo para o fazer, tenho muitos blogs para visitar, pouco tempo para visitas, decidi então apenas escrever quando o meu tempo o permite, a todos aqueles que me acompanham ao longo dos dias, que me comentam e me apoiam os meus maiores agradecimentos mas também as minhas maiores desculpas, não é falta de interesse ou de vontade, é falta de tempo e cansaço mesmo, somente e apenas isso.

Eu sei que todos compreenderão e prometo que brevemente irei voltar em força mas neste momento, que tanto pode durar dois dias como uma semana, apenas irei escrever à minha "velocidade".

24.jpg

(Fonte da imagem)

I'm back!

Voltei, voltei, voltei de lá, ainda ontem estava em (...) e agora já estou cá!

O inevitável aconteceu: voltei à realidade.... Foram quatro dias fantásticos num país que não conhecia e que não estava na minha "travel list", fui, vi e gostei. Hoje não tenho tempo para vos contar a viagem em si mas vou fazê-lo assim que puder.

Depois de 10 horas enfiada no Aeroporto Nikola Tesla, de estar sentada dentro do avião já com os olhos fechados, mandarem-me pegar na bagagem de mão e sair (não, ninguém foi arrastado do avião, não viajei na United Airlines logo não tivemos direito a esse miminho), ter que esperar oito horas por outro avião, chegar a Lisboa ontem às 6h00m, comemorar o aniversário da minha mãe, chegar hoje ao trabalho e ter 500 mails para ler e outras 600 cenas para tratar não me sinto com forças, amanhã é outro dia.

É só mesmo para dizer:

23.jpg

 (Fonte da imagem)

Back to the road!

É verdade meus amigos vou-me fazer à estrada e ao mundo esta semana, ou seja, vou de férias novamente.

Viajar para mim são as experiências, as situações, as vivências e as pessoas, essencialmente as pessoas. É poder comparar realidades, mundos, jeitos, trejeitos, culturas, é tirar fotos e captar momentos, almas, culturas para mais tarde recordar, simples momentos, simples acções. Ver paisagens e ouvir sons que nos fazem acreditar na provável existência de um paraíso, ou fazermos daquele o nosso paraíso. Viajar é o ir e o voltar… Viajar é provavelmente uma das experiências mais enriquecedoras e satisfatórias na vida de um ser humano.

Desta vez vou fugir do calorzinho (actual) de Portugal para ir explorar os Balcãs, que nunca explorei, e rapar um friozinho do catano, mas mesmo com frio vai saber bem, oh se vai.

Back to the road my friends!

28.jpg

 (Fonte da imagem)

Engordar por osmose

Eu sou provavelmente das poucas pessoas do mundo que engorda por osmose (não estou a referir-me ao termo da biologia, atenção) e isto é um caso para estudo meus caros!

Eu não comi um único ovo de Páscoa, uma única amêndoa e nem sequer uma fatiazinha pequenina de folar e sinto que comi todos os ovos Kinder gigantes da secção da Páscoa de uma grande superfície de tão inchada e gorda que me sinto! Não também não abusei na comida na Sexta-Feira Santa nem no Domingo de Páscoa, deste modo só pode ter sido por ter visto os outros comererem, é a única razão plausível que me passa pela mente, eu engordo por osmose e isso é tão, tão, estranho (??).... Não tenho palavras suficientes para descrever como me sinto. Vou só ali tapar os olhos enquanto os meus colegas tomam o pequeno-almoço e já volto, provavelmente a rebolar...

 

28.jpg

(Fonte da imagem)

Feliz Páscoa!

Feliz Páscoa para todos!

A gerência da Crónicas de uma menina da mamã , ou seja moi même, vem por este meio desejar a todos uma óptima Páscoa recheada de ovinhos de chocolate, amêndoas, folares, muito convívio com a família e amigos, coisas fofas e doces, cenas fixes e tudo o que vos apetecer fazer e vos der na marmita!

28.jpg

(Fonte da imagem)

Beijinhos e abracinhos.

A chatice da publicidade no Facebook

É impressão minha ou ultimamente o Facebook tem tanta ou mais publicidade do que um intervalo de uma telenovela da TVI?

O meu Feed de notícias divide-se entre a dita resma de publicidade e a "Sugestão de Amigos", o que para mim é exactamente a mesma coisa porque parece que estão a publicitar as pessoas, o que só me parece descabido!

Eu pessoalmente se necessito de um determinado serviço ou produto não é no Facebook que vou procurar, mas isso sou eu, há quem utilize a rede social para tudo e mais um par de botas, mas chega uma altura que se torna chatinho e aborrecido, um bocado para o secante, vou mexendo no scroll e é publicidade de trás para a frente, é uma seca, uma nheca mesmo.

O Facebook é uma rede social que tem como objectivo principal fazer com que os seus utilizadores interajam socialmente, muito, pouco ou mais ou menos, dependendo do utilizador, também se está a tornar demasiado óbvio que esta rede social está a tentar (e a conseguir calculo eu) arranjar algum dinheiro com determinadas marcas espetando-nos com as mesmas na fronha cara de cada vez que acedemos à nossa conta pessoal. Da minha parte não têm muita sorte porque quando vejo determinadas publicidades se há coisa que não me passa pela cabeça é "Epá já agora que me meteram isto pelos olhos adentro apetecia-me mesmo um destes sumos que começam em Com e acabam em al com sabor a bagas goji e que ao mesmo tempo é um poderoso antioxidante", mas isso sou eu que "scroll down" de cada vez que me aparece isso à frente. Também sei que o dinheiro comanda o mundo, neste caso as redes sociais, mas eu gosto mais de ver o que A, B ou C fizeram, fotografaram, publicaram ou escreveram do que ver que o detergente XPTO agora é mais concentrado e tem um novo cheiro a frutos dos bosques, para isso vejo os rótulos dos mesmos no supermercado ao vivo a cores e à espanhola!

Na minha página de Facebook do blog solicitam-me amiúde as módicas quantias de 20€ a 30€ para publicitar uma determinada partilha de post ou fotos que vou publicando, a última que me calhou na rifa foi ontem e foi a seguinte:

O Facebook otimiza os teus anúncios para os melhores resultados para que possas direcionar mais pessoas para o teu site. Os planos mensais começam em 35 €.

Caro Facebook para além da tua publicidade ser chata que dói, tendo em conta que a determinada altura vejo mais produtos ou serviços do que publicações de amigos, se eu tivesse 35€ casava-me!

Welcome back Prision Break

Oito anos após o terminus da série Prision Break eis senão quando a mesma regressa para a sua quinta temporada, qual fénix renascida das cinzas.

Para quem não viu ou já não se recorda deixo aqui um resumo da série:

A história gira em torno de Lincoln Burrows, um homem que foi condenado à morte por supostamente ter assassinado o irmão da vice-presidente dos EUA, e seu irmão, Michael Scofield, um engenheiro civil, que cria um audacioso plano para resgatá-lo da prisão antes que a sentença de morte seja executada. Michael, considerado um génio criativo pelo seu psiquiatra, tatua o mapa da prisão (camuflado por outras imagens) no corpo e assalta um banco para assim ser preso e enviado para a Penitenciária Estadual de Fox River onde seu irmão está no corredor da morte. 

In Wikiédia, a enciclopédia live

Eu vi todas, TODAS as temporadas e adorei, admito que chorei baba e ranho quando no último episódio da (suposta) última temporada o Michael morreu. Como é que um rapazito tão bom em todos os sentidos, tão engenhoso, talentoso e que conseguiu escapar de todas as situações e mais algumas podia morrer assim? Não me coube na cabeça mas fiquei sempre com a ideia que o bonzão do Michael Scofield se fez explodir em prol do bem estar e segurança do seu irmão, mulher e filho, ainda assim não achei que era para tanto, mas enfim....

Oito anos depois, mais exactamente hoje, a série regressa e regressa com grande parte do elenco original tais como Sara, T-Bag, Sucre, C-Note e Paul Kellerman. Apesar de estar ansiosa pelo seu regresso já ouvi boatos e diz que disse que a "qualidade" não é a mesma e que inicialmente não explicam como é que o gostosão do Michael escapou da explosão, mas terei que esperar para ver e avaliar por mim mesma se oito anos depois a essência da série se mantém.

Just look at the trailer:

 (Fonte do vídeo)

Se a série não corresponder às minhas expectativas pelo menos posso ver e rever, durante os nove episódios da nova temporada do Prision Break, o grosso a carinha laroca do Wentworth Miller, ai ai (suspiro)!

Manto de água ou um balde de água fria?

(Conteúdo sonoro suscetível de ferir tímpanos mais sensíveis)

Recordo-me como se tivesse sido ontem, mais não seja porque foi há duas semanas, a primeira vez que ouvi a música "Manto de Água", ia a conduzir e comecei a ouvir a voz inconfundível da Ana Moura e ao segundo 36 da música, estando eu a fazer um curva, entra em cena e em voz o Agir... Soltei um histérico e sonoro "O que é que é isto senhores?", sozinha dentro do carro, não me esbardalhei na curva sabe lá Deus como!

Se dúvidas tivesse que o Agir não tem voz para cantar essas dúvidas ficaram desfeitas quando ouvi esta música, se não a conhecem ouçam-na, mas ouçam-na com o coração aberto, não sejam apanhados na curva como eu literalmente fui.

Não sendo eu uma expert em música, sou apenas um apreciadora, existem músicos/cantores/cantoras que não gosto mas reconheço que têm jeito para a coisa, que têm uma boa voz ou no mínimo uma voz que se adequa a algum estilo de música, este não é o caso! Na minha singela opinião (que vale tanto como as outras) o Agir não tem um "vozeirão" diria até que nem sequer uma voz aceitável para cantar tem, provavelmente até terá uma voz que se adequa a outras situações tais como indicar que a viatura 99-xx-99 está mal estacionada, uma voz para chamar os pais da Filipinha dos Santos à recepção ou quiçá talvez até uma voz para fazer uma voz off de um qualquer concurso apresentado por um senhor baixinho e rechonchudo, mas não tem voz para cantar com a Ana Moura, não tem de todo!A sua voz não se enquandra na música, não é harmoniosa e sobretudo não é uma voz que se consiga conjugar com a voz da Ana Moura, é um fail épico e um grande pontapé (nas bolas) na música portuguesa.

Como é óbvio não vou dizer que o Agir, ou o Bernardo (nome registado na CRC), teve um estrelinha da sorte, neste caso duas, a mãe e o pai. Mas não quero ir por aí, ele já foi....

Manto de Água? Um balde de água fria é o que é!

Pág. 1/2

Sobre mim

foto do autor

Header by Mula
Ilustradora Mônica Crema

Blogs de Portugal

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D