Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

Adeus Março, olá Abril

Meu caro mês de Março venho por este meio despedir-me de ti.

Apesar de teres sido o segundo mês mais comprido do ano não tenho muitas queixas tuas, à excepção de ter feito uma porra de uma tendinite no pulso provocada após estacionar o carro um carro com direcção assistida, cof, cof mas até isso te desculpo, neste primeiro trimestre foste o único mês que não foi um filho da mãe comigo e isso é de valor!

Hoje é o teu último dia no presente ano e espero que tenhas gostado tanto dele como eu.... Ok pára tudo, pareço uma maluquinha a escrever uma carta de amor a um mês do ano e isso é só assustador, tirando isso 'tá-se bem.

Amanhã vai entrar o mês de Abril, um mês em que vou ter a minha agenda social relativamente preenchida, o mês em que vou de férias, o mês em que vou para fora cá dentro e o mês que vou para fora lá fora. Como devem calcular o entusiasmo é mais que muito, no ano passado por uma questão de tempo (€) não tive oportunidade de viajar e este mês vou matar saudades de um dos meus hobbies preferidos : VIAJAR.

A seu tempo irei divulgar o destino da viagem do para fora lá fora, mais não seja através de fotos no Instagram do blog, mas deixo-vos só uma pista para ver quem adivinha o meu destino:

- País que adveio da divisão de um país noutros sete países.

Estou ansiosa pelo mês que está à porta, não é todos os meses que podemos descansar, viajar, passear, divertirmo-nos e passar tempo útil, de qualidade e quantidade com a família e amigos e viajar. Já tinha dito que vou viajar? Sim vou viajar! Ah já tinha? Era só para confirmar que toda a gente percebeu que eu vou viajar....

Abril meu amor come to mommy!

33.jpg

 (Fonte da imagem)

 

Por qué no se callan?

Como é do conhecimento geral para quem frequenta a Internet regularmente existem espalhados por este mundo virtual fora milhares de haters, alguns de vós (eu incluída), já teve que levar com um marmanjo/a desses/as que acordou com os pés de fora ou que é um/a estúpido/a, atrasado/a mental crónico/a e decidiu embirrar e achincalhar tudo o que mexe virtualmente.

Destes haters que por aí andam, e que se reproduzem mais rapidamente do que os Gremlins depois de apanharem com um bocado de água, os que mais me mexem com os nervos são os haters dos humoristas! Este tipo de hater tem como alvo as redes sociais dos ditos humoristas que quando escrevem, publicam, comentam ou exprimem a sua opinião (humuristicamente) sobre algum tópico, nem é necessário que seja algo de extremamente grave e/ou sem piada, basta opinarem ou em alguns casos apenas existirem, esta malta ataca-os tal qual uma chita atrás da sua presa!

O que me intriga nesta espécie em evolução (não me refiro a evolução mental, atenção!) é que este tipo de "gente" não gosta, odeia, abomina mas são sempre os primeiros a comentar as publicações, sempre com palavras de ódio e um palavreado e vocabulário de fazer inveja a qualquer sopeira da Zona J de Chelas ou a uma peixeira do Mercado do Bolhão!

Eu sigo vários humoristas no Facebook, peço perdões se gosto de rir, mas já existiram situações em que algumas publicações não foram do meu agrado e eu passei ao tópico seguinte do feed de notícias, não me apeteceu enxovalhar o dito cujo só porque escreveu algo que não gostei, peço perdões novamente...

Se não gostam de páginas de humoristas ou de humor em particular (olhem lá esta loucura), não metam like nem sigam a pessoa que vos tira do sério todos os dias, vão ver que se vão tornar mais felizes.

Já diziam a minha avó #sqn : Não gostas, não comes, neste caso, não gostam, não comam!

Por qué no se callan? Faziam melhor figura seguramente! (O meu telemóvel também faria melhor figura se tivesse um ponto de interrogação invertido para que esta entoação fosse mais pujante...

P.S. - Façam lá o favor de deixar de ser parvinhos, a gerência não sei se agradece, já eu agradeço e muito!

Músicas da minha infância (M.E.D.O.)

Ontem descobri que na minha infância andei a cantar umas músicas um tanto ou quanto macabras, estranhas para serem cantadas por crianças de tão tenra idade, eu e mais uma porrada de miudagem! Se por uma lado fiquei algo aterrorizada por me ter recordado das mesmas, por outro fiquei ligeiramente feliz por ainda não me ter tornado uma socio/psicopata.

Quem não se lembra desta tão afamada cantoria:

Atirei o pau ao gato
Mas o gato não morreu
Dona Chica assustou-se
Com o Berro
Com o Berro
Que o gato deu, 
Miau!

Sentadinha à chaminé
Veio uma pulga
Mordeu-lhe o pé
Ou ela chora
Ou ela grita
Ou vai-te embora
Pulga maldita

Como se não fosse pouco ainda me recordei desta (versão da minha rua):

Se tu visses o que eu vi

Oh dominó

À porta do tribunal

Oh dominó

As cuecas do juíz

Oh dominó

Embrulhadas num jornal

Do-mi-nó

Esta rua cheira a sangue

Oh dominó

Foi alguém que se matou

Oh dominó

Foi a mãe do meu amor

Oh dominó

Da janela se atirou

Do-mi-nó

Depois do choque inicial e de ter trocado impressões com a minha afilhada de 14 anos, percebi que as músicas vão mudando de geração em geração, eu não faleci por as ter cantado na minha infância, e diga-se num tom mais baixinho e monocórdico, que e na minha adolescência cantei versões bem mais parvas ordinárias de certas músicas. Tenho que pensar que ficaram as recordações, as boas recordações, aquelas do tempo em que ainda se podia brincar na rua sem medos nem receios, sempre na galhofa, a pular, a saltar, a cantar, trá lá lá. Oh tempo volta para trás, volta para trás oh tempo!

32.jpg

(Fonte)

E vocês recordam-se de alguma música de infância um bocado para o distorcida que tenham cantado a plenos pulmões na vossa infância? Se tiverem partilhem sff para eu não me sentir tão só e tão croma.

Vida de cão nos tempos modernos

Há quem diga que vida de cão não é fácil o mesmo não poderá dizer Tinkerbelle, a cadela mais rica e famosa do Instagram!

Resgatada de um canil em Long Island por Sam Carrel, Tinkerbelle goza hoje em dia de uma vida de luxo, uma vida de fazer inveja a qualquer ser humano, pessoas incluídas. Tinkerbelle já desfilou para Ralph Lauren, tem estilistas a desenhar todos os seus modelitos, tem 127 mil seguidores no Instagram e ganha cerca de mil doláres por cada foto que publica salvo seja nesta rede social.

(Eu tenho cerca de 100 seguidores de meu Instagram pessoal e se tiver 10 likes por foto já é um balde, e 10 likes à bórlix, quase obrigados diga-se de passagem. Está visto que eu tenho uns amigos de Instagram espectaculares #sqn)

A realidade é que a cadelita é bastante fofinha e fotogénica e teve a sorte, não somente e apenas por ter sido resgatado de um canil, mas por ter sido resgatada por uma dona com olho para o negócio! Apesar de ter tido um inicío de vida complicado está visto que Tinkerbelle nasceu com a cauda virada para a lua.

31.jpg

32.jpg

33.jpg

34.jpg

(Fonte das Imagens)

Tenho que admitir que não sou tão fotogénica como a Tinkerbelle.....

Quem é que não gostava de apanhar uma cadela na rua e ganhar 1000€? Quando eu digo apanhar uma cadela na rua refiro-me a apanhar um canídeo não daquelas cadelas que..... vocês sabem.....

Que dia é hoje? Que horas são mesmo?

Entre a mudança de horário e a mudança de estação venha o Diabo e escolha!

Hoje estou toda trocada, o meu despertador indicava-me alto e bom som que eram 6h20m e o meu cérebro dizia-me "Não ligues que ainda são 5h20m", o meu corpo sentiu um mix fellings de sensações estranhas, como se tivesse com amnésia e já não soubesse de onde vinha e onde estava. Levantei-me, abri a janela e pensei de imediato "filho de um corno do tempo", tomei banho, tomei o pequeno almoço, sequei o cabelo, abri o guarda-roupa....

- Muito quente.

- Muito frio.

- Muito arejado.

- Muito claustrofóbico.

- Não quero ir com as pernas à mostra.

- Não quero ir muito tapada.

- Não tenho NADA para vestir.

- São 5h50m e ainda estou nestes propósitos, vou optar pelo básico, calça azul, camisa branca, casaquinho vermelho, botins camel. Ok sinto-me uma deslavada e já sei que me vou sentir assim o dia inteiro...

- E casaco? Este é muito quente, este é muito frio, opto pelo meio termo: gabardine curta.

Ah porra que esta mudança de estação da Primavera para o Inverno aliada à mudança de hora cansou-me!

Que horas são mesmo? Estamos em que dia da semana?

Ando feita uma lamechas

Pode não parecer assim à partida mas a realidade é que sou uma lamechas, uma sentimentalona mesmo. Uma das "coisas" (diria mesmo que a principal) que mais mexe comigo é a música. Apesar do meu estilo de música ser mais alternativo a roçar o Grunge, Rock, Pop-Rock, alguns de vocês ficariam espantados ao saber que a banda preferida da menina da mamã são os Pearl Jam, sim é verdade são mesmo, amor incondicional, com direito a t-shirt DIY "Eddie faz-me um filho" e tudo. Contudo porém por vezes surgem as ditas músicas comerciais que me deixam a pensar na vida, que me deixam com a lágrima no canto do olho, que me deixam pensativa, pensadora, sonhadora, a sonhar com o Eddie Vedder a surfar na Ericeira.... Bom já me estou a desviar do assunto inicial, adelante: há cerca de um mês e qualquer coisa que ando a ouvir a música infra da minha homónima musical e é isto me tem tornado num ser sensível ultimamente, que tem deixado transparecer no carro enquanto estou a cantar a plenos pulmões e com a janela fechada o meu lado mais lamechas e sentimental.

(Fonte do vídeo)

Ao mesmo tempo a letra da música parece-me um hino aos daltónicos....

Ahhh afinal não sou assim tão lamechas!

Feliz 700º post para mim!

Sim é verdade este é o meu 700º post, para quem tem o blog há um ano e três meses é obra, escusado será dizer que já escrevi mais do que um post por dia, lembro-me de um dia, a época que eu tenho por hábito chamar de "época das vacas gordas" do meu blog, em que escrevi seis posts, sim seis, meia-dúzia num só dia, tudo de uma empreitada só.

Eh ca bruta! Devem estar vocês a pensar, e sim houve uma altura em que fui bruta a escrever, não no sentido literal da palavra mas sim na quantidade de palavras, textos e posts que aqui debitei, mas foram bons tempos. Não me estou a recordar de qualquer post que me tenha arrependido de escrever, arrependo-me sim daqueles que por falta de coragem não escrevi, não queria (e não quero) atravessar a linha ténue que separa a minha vida privada da minha vida virtual, se bem que por vezes se torna difícil, muito difícil mesmo. Existem, e existiram neste ano e três meses, alturas da minha vida em que tenho/tinha tanto para deitar cá para fora que quase me sinto/sentia a rebentar mas depois recordo-me das sábias palavras de uma grande amiga, e excelente pessoa que conheci por estas bandas, que diz "Uma vez na Internet, para sempre na Internet" e eu não quero isso para mim, eu não quero a minha vida espelhada e espalhada por este mundo virtual tão amplo fora.

Foram 699 posts (este não incluído) onde escrevi o que quis e o que me deu na real gana, posts em que ri ao escrevê-los e fiz rir a quem os leu, posts com um lado mais sério, post mais informativos e poucos posts "cultos" ou elaborados, por assim dizer,, não que seja uma inculta (pelo contrário, modéstia à parte) mas ao escrever posts com algum nível de cultura/polémica hoje em dia toda e qualquer m#$%@ pode ser polémica pode levar a mal entendidos para quem os lê, o que escrevemos e a mensagem que queremos fazer passar nem sempre é perceptível ou bem entendido para quem a lê, um post acaba por ser um pouco como um livro: cada qual o interpreta à sua maneira, a mim acontece-me o mesmo, sou humana tal como todos os que me lêem ou possam ler.

Desde o início do blog que estabeleci que nunca iria escrever sobre política, religião e futebol para não gerar polémicas e discussões desnecessárias, destes três temas o que me custa mais não escrever é sobre futebol. Eu uma sportinguista ferrenha desde pequenina nascença, uma adepta ferverosa do meu clube do coração custa-me horrores não falar sobre o meu Sporting mas aguento-me firme e hirta como uma barra de ferro na minha decisão sobre o blog mas acho que no meio desta quantidade enorme de posts escrevi um sobre o Sporting, não me aguentei .

Destes 699, já nos 700, posts já tive a minha quota parte de Destaques, aos quais agradeço à equipa, e de menções noutros blogs, o que me deixa obviamente feliz. Se me pedissem para escolher um post como sendo o meu preferido provavelmente seria este não porque foi um post Destacado mas sobretudo devido ao feedback obtido, para além dos comentários recebidos, o post foi indicado/sugerido como leitura pelo Pedro Correia (Grande Sportinguista) dos blogs Delito de Opinião e És a nossa Fé! entre outros blogs em que escreve, tenho que admitir que na altura me senti lisongeada e orgulhosa, daí a minha escolha do post "preferido".

E cá estou eu 700 posts depois a debitar o que me apetece, desta feita com mais calma, mais ponderação e muito menos tempo. Se antigamente conseguia escrever mais do que um post por dia nos dias que correm posso-me dar por feliz se conseguir escrever apenas um!

E termino o meu 700º post a dizer/escrever: Venham mais 700!

25.jpg

 (Fonte da imagem)

Pinterest foi proibido na China

Pinterest é uma rede social de compartilhamento de fotos. Assemelha-se a um quadro de inspirações, onde os usuários podem compartilhar e gerenciar imagens temáticas, como de jogos, de hobbies, de roupas, de perfumes, etc. Cada usuário pode compartilhar suas imagens, recompartilhar as de outros utilizadores e colocá-las em suas coleções ou quadros (boards), além de poder comentar e realizar outras ações disponibilizadas pelo site.

In Wikipédia a Enciclopédia livre

Ao que parece a China após proibir a utilização do Facebook, Twitter, Instagram e Snapchat no seu território bloqueou o acesso ao Pinterest a todos os habitantes da República Popular da China.

Ora vamos lá por partes: todos sabemos, ou deveríamos saber, que a China não é propriamente o país mais democrático do mundo e arredores, todos nós sabemos, ou deveríamos saber, que o Pinterest não é uma rede social (e mesmo que fosse qual era o problema Pequim??) é somente e apenas um site onde se compartilham e guardam imagens, por isso pergunto eu aí à malta da Sessão Anual Legislativa Chinesa - data a partir da qual o site deixou de estar disponível em terras de Mao Tsé-Tung -  qual é que é o vosso problema? Vocês sabem que apesar de não quererem há-de haver sempre alguém que vai conseguir aceder ao Pinterest sacar imagens, partilhá-las, compartilhá-las e passá-las de geração em geração nem que seja por portas e travessas, através de hackers ou piratas informáticos (que são a mesma coisa), porquê dificultar a vida às pessoas?

Já dizia o vosso modesto, inteligente e democrático só que não fundador Mao Tsé-Tung "Só progride quem é modesto. O orgulho obriga a dar passos para trás".

E quantos passos para trás se deram nestes últimos dias na China! Shame on you!

21.jpg

 (Imagem retirada do Pinterest)

Sobre o Dia do Pai

Eu - Feliz dia do Pai!!!

Pai - Obrigado filha mas o dia do pai é todos os dias.

Eu - Ou como o Natal: quando um homem quiser.

Pai - Isso também serve para o Carnaval.

Eu - Ou para qualquer dia que queiras adaptar o provérbio lol.

Pai - Como hoje é Dia do Pai vou-te meter gasolina no carro.

Eu - Ohh obrigado! Mas não devia ser ao contrário? Eu a meter gasolina no teu carro?

Pai - Deixa lá isso filha, eu ainda quero manter este carro intacto mais uns anos ahah.

Eu - ......

Pai - Onde é que queres que meta gasolina?

Eu - No depósito!

Pai - ......

Eu - Estou a brincar, hoje é o teu dia se te apetecer mete gasolina no banco do pendura lol.

Pai - ......

Eu - Pode ser na Galp....

Nota para os leitores: Durante e após este diálogo nenhum pai nem nenhuma filha sairam lesionados.

Pág. 1/3

Sobre mim

foto do autor

Header by Mula
Ilustradora Mônica Crema
Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D