Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma menina da mamã

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" Antoine de Saint-Exupéry

A menina pequenina

Era uma vez....

Uma menina muito pequenina que cresceu mas continuou pequenina. Porém continuou pequenina apenas em tamanho, apesar de ser uma criança muito tímida e reservada quando cresceu a sua personalidade cresceu com ela, e a outrora menina tímida e reservada tornou-se uma mulher forte e com uma personalidade vincada.

 

Nos dias que correm onde temos que corresponder a determinados padrões impostos pela sociedade, nem sempre uma 'menina' com uma personalidade forte é bem aceite, mas desde que saibamos utilizar essa personalidade de forma inteligente rapidamente nos apercebemos que podemos contrariar as maiores adversidades com uma força inacreditável.

 

A menina pequenina sabe que ao utilizar alguns truques como: manter os pés na terra, aceitar a incerteza, saber gerir as emoções, aprender com os seus próprios erros, assumir a responsabilidade pelas escolhas que fizeram (boas ou menos boas), aceitar o que não se pode mudar e utilizar o humor com astúcia e inteligência, consegue fazer vingar a sua personalidade.

 

A menina pequnina também sabe que ter uma personalidade forte não significa ter que achincalhar ou hulmilhar o próximo, e consegue ser uma pessoa agradável e simpática para quem o merece porque sabe que todos nós podemos aprender a ser simpáticos, só precisamos estar dispostos a tentar ser uma pessoa 'melhor'.

 

A menina pequenina aprendeu ao longo dos anos e através de experiências de vida, umas mais agradáveis do que outras, que a sua personalidade deve ser uma imagem de marca, sem se sobrepor à boa educação e ao respeito ao próximo!

 

A curta 'história' da menina pequenina aplica-se a todas a meninas e meninos de todos os tamanhos, raças e credos. Sejam vocês próprios, sem medo de represálias ou comentários depreciativos de quem vos rodeia, quem gosta de nós, gosta de como somos, sejamos nós tímidos ou não, introvertidos, extrovertidos, divertidos, sisudos, contidos, com personalidade forte ou com a personalidade que tivermos. Aprendam a aceitar-se a vocês mesmos, tal qual como a menina pequenina o fez, que os outros também vos irão aceitar!

 

A menina pequenina tem agora como lema de vida: 'Posso ser pequenina mas a mim ninguém me pisa'.

 

33.png

Kikas 

 

 

 

Verão volta, dizem elas

Ainda não acabou o mês de Janeiro.... Ainda não acabou o mês de Janeiro e já proliferam no Facebook fotos/selfies de meninas (algumas mais meninas do que outras) em biquini, na praia com frases tão profundas como:

- "Verão volta"

- "A curva mais bonita da mulher é o sorriso"

- "Pedras no caminho guardo todas, um dia vou construir um castelo"

 

Ponto nº1- É para lá de óbvio que vocês se estão a borrifar para o verão, querem é mostrar aos 5000 e tal amigos que possuem na vossa listagem do Facebook (claro que conhecem pessoal e intimamente todos esses vossos 'amigos', nem coloco isso em causa) que ficam umas boazonas e arrecadar uns 300 e tal likes na foto de perfil!

 

Ponto nº2- Se a curva mais bonita da mulher é o sorriso porque é que se mostram todas 'descascadas'? Se o sorriso é o mais bonito não seria preferível tirar uma selfie só à cara, a sorrir de preferência? Desta forma sempre pareceriam mais credíveis!

 

Ponto nº3- Vocês sabem quem escreveu essa frase que todas vocês conhecem e a espalham no Facebook tal qual uma Testemunha de Jeová a espalhar a palavra? Pois também me pareceu que não sabiam!! A esta hora anda o Fernando Pessoa a dar voltas na cova, por saber que a última estrofe do seu belo poema anda por aí a girar tal qual um hamster numa roda de gaiola. 

 

E já agora por falar em selfies..... Será que só as pessoas com idade inferior a 18/20 anos (mentalmente também conta) é que conseguem tirar aquelas selfies de lado, de corpo inteiro, com crop tops e calças de cintura descaída ou calções a chegarem às nádegas e com o iPhone na mão? Sim porque eu admito que já tentei tirar uma (vestida devidamente, atenção!) para ver o resultado, e o resultado é que não consegui tirar nenhuma....

 

 

33.jpg

 

Kikas

 

Hoje sinto-me assim....

Quando acordo num sábado de manhã com uma enxaqueca do tamanho do mundo, em que nem consigo ouvir os meus próprios pensamentos, com uma Queratite (para quem não saiba é uma espécie de conjuntivite mas em pior) em que tenho o olho direito todo fechado, inchado e negro parecendo, para quem olhe para mim, que fui vítima de violência doméstica, e penso que não há nada pior do que isto, que não podia ter um sábado mais desagradável.....

 

Eis senão quando...... Os meus vizinhos do lado metem Kizomba em altos berros!!!!

 

Hoje sinto-me assim: 

 

27.jpg

Kikas 

 

 

A combinação ideal

"Pesquisa realizada na Universidade de Colorado, nos Estados Unidos, concluiu que pessoas engraçadas são mais inteligentes."

 

A combinação ideal!!!

 

Ou seja eu sou mega inteligente (e modesta).

Vendo e analisando bem a questão não dá para fingir sentido de humor além de que boas piadas exigem criatividade e raciocínio rápido.

 

Por norma as pessoas inteligentes seguem sempre a mesma linha de raciocínio: tomam decisões inteligentes, aprendem com os erros, não sabem todas as respostas, conseguem-se adaptar ao ambiente e às pessoas ao seu redor, são razoáveis e reconhecem suas limitações, isto tudo aliado ao sentido de humor conseguimos certamente levar uma vida mais leve e alegre.

 

Ser engraçado significa ser capaz de expressar o humor, como contar uma história engraçada, um trocadilho ou umas piadolas. Ter sentido de humor significa ter a habilidade de se desapegar das coisas e não levar tudo tão a sério e ser capaz de rir – ou ao menos ver humor – dos absurdos da vida.

Eu concentro-me mais em divertir-me do que em ser engraçada, se bem que sei que tenho um sentido de humor inato, a roçar o irónico, tenho a tendência de rir e fazer rir das piadas que lidam com as situações do dia a dia, como situações no trabalho, do meu círculo familiar e social e até de mim própria, eu consigo rir-me de mim própria

 

Rir de si mesmo é algo muito comum na vida da maioria das pessoas, de quem tem sentido de humor e inteligência. O riso tem uma extraordinária capacidade de libertar e curar, além de elevar nossa auto estima, faz com que compreendamos melhor as pessoas, e também passamos a não dar tanta importância a coisas insignificantes, tornamo-nos dessa forma,  pessoas mais aprazíveis e de fácil convivência.

 

Como escreveu Saint-Simon "Quem sabe rir de si mesmo diverte-se muito mais"

 

Tudo isto demonstra um certo grau de inteligência, tendo em conta que já sabemos de antemão o que uma boa piada causa e afecta de forma positiva quem nos rodeia, sobretudo nos maus momentos. 

 

E por falar em humor aliado a 'inteligência' a imagem que vai decorar o meu post é a 'palavra' do ano, de acordo com o Dicionário Oxford (A sério? Um emoji como palavra do ano? Não me conformo... Mas rio-me )

 

31.jpg

 Kikas

 

 

Viver sem medo de viver

A vida é feita de surpresas, e a nossa missão é viver, alguns momentos podem durar pouco e ficar na nossa memória para sempre. Imagino o dia em que todas as pessoas tenham o direito de serem felizes, mesmo que seja só por um minuto, que tenham a oportunidade de sentir o que realmente desejam e acreditar que sonhos podem ser reais.

Às vezes percebemos que as aparências enganam e podemos sofrer por isso...O tempo é algo que não permite voltar para trás, então só nos podemos arrepender do que não fizemos, aproveitar cada hora, minuto, segundo da vida, e guardá-lo eternamente na nossa memória.

Com o tempo aprendemos que errar é humano, que todos nós erramos e que por vezes temos que baixar a cabeça e pedir desculpa, Com o tempo aprendemos a jogar o jogo da vida, aprendemos que a cada queda é preciso levantar-nos de cabeça erguida.

 

Aprendemos que nem todas as manhãs são de sol, e que o sol não brilha para todos como gostaríamos. Com o tempo conhecemos pessoas e descobrimos sentimentos. Com o tempo aprendemos a dar valor a cada segundo que temos, pois aprendemos que num segundo tudo pode mudar. A vida passa e descobrimos quem são nossos amigos verdadeiros, e que por vezes as pessoas desconhecidas valorizam-nos mais do que as que estão todos os dias connosco.

 

Mudem, cresçam, não pelos outros, mas por vocês mesmos. Lutem, continuem, acreditem, não se rendam facilmente aos obstáculos impostos pela sociedade, quando queremos, sonhamos e acreditamos verdadeiramente, os nossos sonhos até se podem tornar realidade.

Todos os dias são um novo amanhecer vindo de um novo dia, com novas espectativas e novos objetivos. Cada amanhecer que vivencio é sempre com o mesmo objetivo e a mesma espectativa: Fazer o possível e o impossível para ser feliz.

 

Pensar no futuro é até bom, mas não recomendável, devemos pensar no agora, fazer tudo o que queremos, da forma que queremos, aonde queremos. Quando fizer algo não pense muitas vezes, pois quem pensa muito acaba por não fazer nada. Não combine nem marque nada, faça tudo na hora, quando lhe der “na telha”, esse é o segredo.


Viva sem medo de viver!

 

a-vida-e-de-quem.jpg

Kikas 

Coisas que me irritam nas pessoas, enquanto pessoa

Enquanto pessoa há certas e determinadas coisas que me irritam em algumas pessoas, todos nós temos uma série de tópicos que não gostamos de ver ou ouvir nas outras pessoas, eu não sou excepção.

 

Aqui vos deixo a minha lista das 20 (primeiras) coisas que mais me irritam nas pessoas:

 

- Pessoas que falam muito de manhã, ao acordar

- Pessoas que não se dignam a pedir algo em algum estabelecimento comercial sem um 'se faz favor'

- Pessoas que não se dignam a dizer 'obrigado' a quem os serviu

- Pessoas que não dizem 'bom dia', 'boa tarde' ou 'boa noite'

- O Gustavo Santos

- Pessoas que utilizam de forma recorrente palavras como 'Quaisquers', 'Prontos' e 'Xôtora'

- Pessoas que têm o ego maior que o Monte Everest

- Pessoas arrogantes

- O Gustavo Santos

- Pessoas mesquinhas 

- Pessoas que usam botas de pêlo da Primark em dias de chuva

- Pessoas que usam botas de cano alto em Agosto

- O Gustavo Santos

- Pessoas que se julgam superiores aos outros recorrendo de forma sistemática à hulmilhação e ao achincalhamento

- Pessoas que não tomam banho e utilizam transportes públicos

- Pessoas que têm listas de dívididas do tamanho do "Guerra e Paz" do Tolstoi e ainda assim têm um iPhone 6

- O Gustavo Santos

- Pessoas que não jogam o Euromilhões e se queixam porque nunca ganharam nada

- Pessoas que só se revoltam nas redes sociais 

- O Gustavo Santos + o Pedro Guerra (Os dois juntos conseguem obter 75% das coisas que mais me irritam nas pessoas)

 

A lista poderia ser mais extensa mas para não maçar mais deixo aqui as 20 primeiras coisas que me irritam nas pessoas, enquanto pessoa!

 

30.gif

 Kikas

 

Saudade

 

Quando se está feliz existe o abraço, o carinho, e os risos partilhados.

Quando se está triste existem as lágrimas, o desabafo, a mão estendida e o ombro amigo que vai amparar o rosto.

 

Quando se está com saudade, não existe nada… não há presença, cheiro, olhar, sorrisos, voz ou proximidade da pessoa que se quer ter perto.

Saudade é vazio preenchido de vontade, é sede que não sacia, é fome que não acaba. Saudade é falta.

 

Saudade é estar só e ao mesmo tempo rodeada de uma presente ausência, de pensamentos recorrentes, de desejos intermináveis.

Saudade é dormir sentindo, sonhar revivendo e acordar enquanto a alegria continua adormecida.

 

Saudade não tem cor, mas pode ser cinzenta quando não há volta ou 'amarela' como o sol.

Saudade é contar o tempo e acreditar que ele está mais lento, é ter a sensação constante de que toda a angústia acabará, dentro de um abraço.

 

Saudade é não saber e tentar imaginar onde está quem queremos.

 

Saudade é nostalgia do que ainda não conseguimos esquecer… ou do que não queremos esquecer.

Saudade é ficar esperando o dia, a hora, o lugar e o momento de dizer 'eu senti  saudade!'.

 

Saudade é olhar de longe e pensar o que fazer para acabar com a distância.

Saudade é insana, não tem planeamento, discernimento ou autocontrolo, simplesmente troca e tira tudo do seu lugar.

Saudade é planear os próximos abraços, toques, … é a expectativa de um novo encontro.

 

Saudade é isso que você está sentindo agora, enquanto lembra de quem te desperta esse sentimento.

 

sonhar-com-saudade.jpg

 Kikas

 

 

O pânico, o drama e o horror

Considero-me, uma pessoa extremamente organizada, não gosto de desorganização seja em casa ou no escritório, gosto de ter tudo arrumadinho, no escritório papéis e doumentos normais numa prateleira, documentos importantes na 2ª prateleira, documentos urgentes na 1ª, tudo no seu sitío. Em casa é mais, calças numa parte do roupeiro, camisas e casacos pendurados, t-shirts, sweat-shirts e camisolas de malha numa gaveta (as camisolas de malha viradas do avesso para não ficarem com borbotos), sapatos naquela cena que não sei o nome mas aonde se colocam os sapatos de forma clara e organizada, tudo certinho, direitinho como manda a minha lei .

 

Sou tão organizada que não me consigo deitar sem deixar a roupa pronta para o dia seguinte, mas da mesma maneira que sou organizada sou caótica com as horas!

Todos os dias me levanto à mesma hora e tenho 40 minutos exactos para fazer tudo: tomar banho, vestir-me, secar o cabelo, tomar o pequeno-almoço, e sair a correr para o carro.

 

Todos os dias execepto hoje...... 

 

Já andava à uns dias numa ânsia desenfreada para que chegasse o dia em que não chovesse para que eu pudesse estrear aquelas calças mega giras que comprei na Zara Kids, sim na Zara Kids não leram mal, pretas e brancas mega fashions, com as minhas sabrinas pretas, na minha mente eu só podia usar aquelas calças com as sabrinas pretas, achava que que como as ditas calças davam um pouco acima do tornozelo sempre faziam um ar mais 'tcharam' à betinha do que com botas.

 

O dia chegou, foi hoje, hoje não chove, yuppiiiiii,  pensei eu para mim mesma com pensamentos dignos de quem veste roupa da Zara Kids.

 

Ora então seguiu-se o ritual de tomar banho, secar o cabelo, vestir-me..... Foi aí que tudo descambou: o pânico, o drama e o horror, todos juntos!!! As porcas das calças não me passaram das ancas! Meu eu não engordei, eu experimentei-as quando as comprei e estavam perfeitas! Ok tudo bem que eu hoje vesti-as com uns collants por baixo, sim porque não chove mas está um frio do camandro e eu sou mais friorenta do que um gatinho bebé, mas não me passar das ancas??

 

Lá com muito esforço consegui vesti-las "devidamente". E o porquê das aspas perguntam vocês? Porque quando me olhei ao espelho reparei que a perna direita das calças estava ligeiramente mais subida que a da esquerda e sentia-me mais apertada do que uma alheira de Mirandela. Nos 30 segundos que se seguiram tive uma conversa mental comigo própria: 'Filha, assim que te sentares no carro as calças vão-te subir até à barriga das pernas, quando te sentares no comboio já estarão pelos joelhos, chegas ao trabalho com uns calções e não com umas calças, não te esqueças do facto ainda mais importante, as gajas até se podem rasgar". 

Pronto consegui convencer-me a mim própria.... Despi as ditas cujas e em 10 segundos consegui arranjar algo para vestir na parte de baixo que não me fizesse mudar a parte de cima, porque se tivesse que mudar a roupa toda aí é que a barraca estava armada, não saia de casa nem às 10h da manhã.

 

Moral da história: nunca comprem calças na Zara Kids! Just kidding é o único sitío em que consigo comprar calças e restante vestimenta que sirva para o meu 1.49cm (nem chego a medir metro e meio, é triste eu seu...) e para os meus 37kg (não, não sou anoréxica, o meu peso é somente proporcional à minha altura).

 

 

Bom mas moral da história para a minha pessoa: levanta mazé o rabiosque mais cedo da cama para não andares com dramas destes logo de manhã....em jejum.....

 

28.jpg

 Kikas

What goes around comes around

 

Lembre-se de que não devemos humilhar ninguém. Os erros que os outros cometem, nós também podemos cometê-los. A perfeição não existe nesta terra, talvez nos livros, nos filmes, nas séries ou num mundo ainda desconhecido. Não exija dos outros aquilo que você também não pode dar. Não hulmilhe, não inferiorize, não ofenda ninguém e se o fizer antes disso olhe para si próprio.

 

As pessoas arrogantes são tão inseguras quanto a sua importância, precisam humilhar os outros para que se sintam importantes e tenham uns míseros 5 minutos de 'fama e glória' entre os seus pares. Infelizmente conheço pessoas assim, pessoas que só olham para o próprio umbigo, pessoas mesquinhas que acreditam que só inferiorizando e hulmilhando o próximo se sentem poderosas, seguras e seres superiores, não olhando sequer para o espelho para verem o seu reflexo.

 

 

Sou uma fã acérrima de ditados e provérbios populares portugueses e encontrei uns quantos adequados a este tipo de pessoas:

 

- "Quanto mais alto se sobe, maior é a queda"

- "Cá se fazem, cá se pagam"

- "Falar é prata, calar é ouro"

 

Obviamente não posso deixar de lado o grande idealizador Mahatama Ghandi com a sua genial frase: "O que mais me impressiona nos fracos é que eles precisam de hulmilhar os outros para se sentirem fortes"

 

Calma malta eu sei que parece mas não, não estou ressabiada, de mal com a vida, em guerrilha com alguém, pronta para andar à chapada ou ao puxão de cabelo, nem nada que se assemelhe mas é segunda-feira pá!! 

Dá que pensar em tudo..... E mais alguma coisa.....

 

Não obstante a minha última frase é favor não esquecer que karma it's a bitch e what goes around comes around. (Provérbios estrangeiros )

 

26.jpg

 

Kikas

 

Votem s.f.f

Hoje vou exercer o meu direito ao voto.

 

Fazê-lo é contribuir para o meu país, é fazer ouvir a minha voz, a minha opinião, seja ela boa, má ou medíocre. O que interessa é votar independemente se o voto for branco ou nulo (sim há sempre aquelas figuras que decidem fazer uns desenhos 'artísticos' no boletim), porque seja qual for o nosso voto reflete sempre a nossa opinião.

Eu pessoalmente se vou votar prefiro não optar por nenhuma destas alternativas, graças a Deus que tenho opinião e estou minimamete dentro do assunto, logo prefiro que o meu voto seja 'considerado' não apenas nas estatísticas mas como na voz que posso ter.

 

Eu sei que está um dia de sol espectacular e grande parte do povo português prefere ir passear do que ir votar mas já pensaram que podem fazer as duas coisas? Votar sem sacrificar a parte lúdica de um domingo formidável? Vá lá levantem esses rabiosques dos sofás, das mesas da esplanada, saiam dos Shoppings e dos cinemas e vão votar. Façam-se ouvir, façam valer a vossa opinião, mas se não o fizerem depois não venham cá com lamúrias! São as Presidenciais, não me apetece 'apanhar' com insatisfeitos políticos durante cinco anos que não fizeram nada para puderem opinar sobre o assunto. Não transformem o "O povo é quem mais ordena..." em 'A preguiça é quem mais ordena'.

 

Não desprezem um direito pelo qual lutamos e ao qual só tivemos direito no pós 25 de Abril de 1974, as primeiras eleições democráticas só ocorrerram um ano depois contudo Portugal nunca mais foi o mesmo.

Os nossos bisavós, avós e pais após anos a apanhar com uma ditadura politico/militar nunca pensaram que iriam apreciar e aproveitar mais Portugal e que todos os portugueses seriam, a partir daí livres, sensatos e corajosos (a maioria pelo menos) e que iriam ter uma palavra a dizer sobre o destino do seu País.

 

Democraticamente falando/escrevendo, todos deveríamos votar em consciência e escolher o que é melhor para o país. o futuro de Portugal passa pelas nossas mãos (desde 1975 at least), e também é um dever nosso como cidadãos.

 

Resumindo e concluindo este texto e apelo ao voto chato e comprido: Votem porra!! Nem que seja no Tino de Rans! 

Eu vou votar!!

 

P.S. Mas não precisam de postar no Facebook o vosso boletim de voto, eu acredito em vocês  

 

24.jpg

 Kikas

Pág. 1/4

Sobre mim

foto do autor

Header by Mula
Ilustradora Mônica Crema
Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D